HomeMercados

Petróleo fecha sem direção comum com conflitos EUA-Irã renovando as incertezas

Por Pablo Vinicius Souza
25 junho 2019 - 18:42
Foi a segunda vez que a Petrobras anunciou reduções neste mês.; petróleo

Os contratos futuros de petróleo encerraram a sessão desta terça-feira (25) sem assumir uma direção comum, refletindo os conflitos entre Estados Unidos e Irã.

O ministro das Relações Exteriores do país persa, Abbas Mousavi, afirmou que as novas sanções impostas pelo governo americano fecham de forma permanente a via diplomática de Teerã com Washington.

Em resposta, o presidente Donald Trump publicou em sua conta no Twitter que “qualquer ataque iraniano” será respondido com força esmagadora.

Os investidores ficaram temerosos com a situação, considerando que o impasse entre os dois países tem o potencial de prejudicar a oferta global da commodity.

Além disso, o mercado também monitorou as expectativas do encontro entre Trump e Xi Jinping no G-20, que pretendem conversar sobre o acordo comercial.

Entretanto, os ânimos esfriaram após boatos sugerirem que Pequim considera classificar a americana FedEx como companhia não confiável, segundo informou a Bloomberg.

Como resultado, o petróleo WTI para entrega em agosto caiu 0,12%, sendo cotado a US$57,83 o barril e o petróleo Brent também para agosto avançou 0,29% sendo cotado a US$65,05 o barril.

Leia mais:

Ibovespa recua quase 2% com atraso na Previdência, Habeas Corpus de Lula e declarações do Fed

Dólar avança a R$3,85 com declarações de membros do Fed

Noticiário Corporativo: Petrobras (PETR3/ PETR4) e Multiplan (MULT3)


Sobre o autor