HomeMercados

Petróleo fecha nas mínimas em meio a preocupações com a economia global e aumento dos estoques

Por Pablo Vinicius Souza
02 outubro 2019 - 18:57
exportação de petróleo

Os contratos futuros de petróleo encerraram nas mínimas de dois meses, pressionados pelo aumento dos estoques nos Estados Unidos e pelas preocupações com a economia global.

Pela manhã, o Departamento de Energia (DoE) americano divulgou que os estoques de óleo bruto subiram 3,1 milhões de barris na semana passada, uma quantidade muito acima das previsões dos especialistas.

Ontem, os dados do American Petroleum Institute (API) mostraram uma queda de 5,9 milhões de barris no período, de modo que a informação oficial surpreendeu o mercado, divergindo completamente da prévia.

Em acréscimo, somam-se os indicadores econômicos decepcionantes sobre a indústria na Europa e nos EUA, evidenciando o ritmo acelerado de contração das atividades nos maiores mercados do mundo.

O fato provocou nos investidores um sentimento de forte aversão ao risco, que se expressou na queda das commodities e no fortalecimento dos ativos considerados mais seguros e líquidos.

Com o enfraquecimento da economia mundial, a tendência dos níveis de demanda é seguir trajetória de queda no curto e médio prazo e essa perspectiva derrubou as cotações neste pregão.

Como resultado, o petróleo vendido no West Texas Intermediate (WTI) para entrega em novembro recuou 1,82%, na cotação de US$52,64 o barril.

Já o petróleo Brent para dezembro, comercializado na ICE de Londres, declinou 2,03%, sendo negociado a US$57,69 o barril.


Sobre o autor