HomeMercados

Petróleo fecha em queda após frustrações com reunião do G-20

Por Pablo Vinicius Souza
26 março 2020 - 18:35
exportação de petróleo

Os contratos futuros de petróleo encerraram em queda nesta quinta-feira (26), refletindo a frustração dos investidores após o G-20 ignorar a guerra de preços da commodity.

O petróleo WTI/maio desabou 7,71%, fechando no valor de US$22,60 o barril; enquanto o petróleo Brent/maio recuou 2,88%, na cotação de US$26,34 o barril.

Relatos sinalizaram que, durante a reunião do G-20, não foram tratados assuntos relacionados à disputa entre Rússia e Arábia Saudita e nem sobre as questões relacionadas à oferta de óleo bruto.

O mercado vem enfrentando um cenário muito fraco para a demanda e perspectivas cada vez mais negativas para a oferta, visto que, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não conseguiu chegar a um acordo com seus aliados.

Promovendo cortes na produção desde o ano passado, o cartel não conseguiu ampliar a redução junto aos demais países após a Rússia se rebelar contra o pacto na última reunião.

Além disso, frente ao avanço do coronavírus na Europa e nos Estados Unidos, a previsão é que a economia global passe por um período de profunda recessão.

Inclusive, o Departamento de Energia americano (DoE) informou que não tem intenção de comprar petróleo produzido no país para abastecer as Reservas Estratégicas do governo.

No relatório, justificou-se a medida alegando que tal financiamento não foi incluído no pacote emergencial de US$2 trilhões aprovado pelo Senado.

Por isso, a queda do WTI, negociado em Nova Iorque, foi mais acentuada do que o declínio visto no Brent, vendido em Londres.


Sobre o autor