HomeMercados

Petróleo fecha em alta com tensões no Oriente Médio e ofensiva dos EUA ao Irã

Por Pablo Vinicius Souza
22 julho 2019 - 18:29
Petróleo

Os contratos futuros de petróleo avançaram na sessão desta segunda-feira (22), reagindo ao agravamento das tensões no Oriente Médio, sobretudo, nas relações entre Estados Unidos e Irã.

O conflito na região do Estreito de Ormuz se acentuou após o exército iraniano anunciar a apreensão de um navio petroleiro da Grã-Bretanha, alegando que houve o descumprimento de leis de navegação internacional.

Entretanto, autoridades americanas e europeias acreditam que a medida foi uma forma de retaliação pelo navio petroleiro do Irã apreendido na região de Gibraltar, no início deste mês.

Com isso, os investidores adicionaram prêmio de risco nos contratos, tendo em vista que a região é estratégica para o comércio mundial de energia e está sob constante perigo.

Outro fator que pressionou a alta das cotações foi a decisão dos EUA de impor sanções à companhia chinesa Zhuhai Zhenrong por transportar petróleo de origem iraniana, demonstrando mais uma ofensiva americana ao regime do país persa.

No fim da sessão regular, o petróleo WTI para entrega em setembro subiu 0,82%, sendo cotado a US$56,22 o barril e o petróleo Brent também para setembro saltou 1,26%, sendo cotado a US$63,26 o barril.


Sobre o autor