HomeMercados

Petróleo fecha em alta com exterior positivo e intervenção dos EUA na guerra de preços

Por Pablo Vinicius Souza
25 março 2020 - 18:43

Os contratos futuros de petróleo encerraram em alta nesta quarta-feira (25), refletindo o otimismo do exterior e a possível intervenção dos Estados Unidos na produção saudita.

O petróleo WTI/maio subiu 1,99%, fechando no valor de US$24,49 o barril; enquanto o petróleo Brent/maio avançou 0,88%, na cotação de US$27,39 o barril.

Pelo terceiro pregão consecutivo, os preços da commodity ganharam força com o aumento do apetite ao risco no exterior impulsionado pelo pacote de estímulos de US$2 trilhões proposto pelo governo americano.

A medida que visa minimizar os impactos financeiro do coronavírus nos Estados Unidos está prestes a ser aprovada pelo Congresso e deve assegurar a liquidez do mercado.

Outro fator que contribuiu com o bom desempenho das cotações foi a notícia de que os EUA devem intervir na guerra de preços, pressionando os sauditas a desacelerarem a produção para reduzir os níveis de oferta.

No âmbito do G-20, a Casa Branca pretende discutir uma resposta coordenada ao vírus, ao mesmo tempo em que busca finalizar a disputa entre a Arábia Saudita e a Rússia.

Isso porque, a queda dos preços do barril vem prejudicando a indústria energética americana, levando a um substancial aumento nos estoques.

Segundo o Departamento de Energia (DoE) dos EUA, houve um crescimento de 1,623 milhão de barris de petróleo aos estoques só na semana passada, totalizando 455,36 milhões de barris.

Apesar da intensa volatilidade, os investidores continuaram animados com o movimento de recuperação dos contratos, avaliando o comportamento de tais ativos na fronteira psicológica de US$25 por barril.


Sobre o autor