Mercados

Petróleo fecha em alta apesar do estudo da Arábia Saudita para elevar produção

Por Fast Trade
17 fevereiro 2021 - 19:14 | Atualizado em 17 fevereiro 2021 - 19:32

O rali do petróleo continuou nesta quarta-feira (17), impulsionado pela nevasca no Texas e seus impactos na produção da commodity nos EUA. Embora os preços tenham oscilado na sessão, sobretudo por causa dos indícios de que a oferta pode aumentar, seguem em níveis que antecedem a pandemia.

Em primeiro lugar, o West Texas Intermediate (WTI) para março subiu 1,82% na sessão, a US$ 61,14 por barril. Assim como a referência norte-americana, a referência global (Brent) para abril avançou 1,56%, para US$ 64,34 o barril.

+ Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

Surpreendentemente, a alta dos preços se manteve mesmo diante do estudo da Arábia Saudita de elevar a produção do petróleo. O maior exportador global da commodity chegou a anunciar um corte voluntário em sua produção entre fevereiro e março.

Agora, no entanto, os sauditas querem aumentar sua produção nos próximos meses, sobretudo diante da alta dos preços do petróleo. De acordo com o Valor Econômico, assessores do governo do país sinalizaram a pretensão da potência.

A princípio, a expectativa é que a decisão seja anunciada na próxima reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep). O encontro, por sua vez, está previsto para acontecer no próximo mês, ao passo que o aumento da produção passaria a valer em abril.

Por outro lado, os assessores do governo saudita destacaram que nenhuma decisão ainda foi tomada e, portanto, os planos podem ser alterados. Assim sendo, vale ficar atento ao movimento do mercado e a sinais que podem mudar a decisão até o anúncio.

Produção de petróleo dos EUA

Conforme relatado pela Bloomberg, a produção de petróleo dos EUA diminuiu cerca de 3,5 milhões de barris por dia, refletindo as condições climáticas, sobretudo no Texas, uma vez que o alerta de tempestade em todo o Estado deve vigorar até amanhã (18).

Além disso, as condições de congelamento devem persistir até sexta-feira, sugerindo “que as interrupções na produção de petróleo bruto podem durar pelo menos mais alguns dias”, segundo avaliou o ING.

Assim também, o o banco holandês revisou sua projeção para o preço médio do Brent no ano corrente, de US$ 60 para US$ 65.

Por fim, continue acompanhando o portal Fast Trade para ainda mais destaques do mercado de petróleo.

+ Guia do Investidor Iniciante: acesse o material gratuito.

Antes de mais nada, leia também:


Sobre o autor