HomeMercados

Petróleo declina quase 5% com aumento nos estoques e receios sobre a demanda

Por Pablo Vinicius Souza
07 agosto 2019 - 18:39
exportação de petróleo

Os contratos futuros de petróleo encerraram o pregão desta quarta-feira (07) em expressiva queda, pressionados pelo aumento nos estoques da commodity nos EUA e pelos receios sobre a demanda.

Na manhã de hoje, o Departamento de Energia americano divulgou os dados oficiais sobre a mensuração dos estoques, revelando um avanço de 2,4 milhões de barris, durante a semana passada, contrariando as previsões dos especialistas.

Outro ponto crítico foi o colapso das exportações de óleo bruto no período, que inundaram o mercado norte-americano com o excesso de oferta e derrubaram as cotações.

Apesar do grande salto nas atividades de refino, os impactos da guerra comercial com a China foram sentidos principalmente no petróleo, aumentando a preocupação dos investidores quanto aos efeitos na demanda global.

Considerando que os países como um todo já vivenciam um cenário de desaceleração econômica, o agravamento da disputa sino-americana tende a deprimir os preços dos contratos.

No fim da sessão, o petróleo WTI para entrega em setembro desabou 4,73%, sendo cotado a US$51,09 o barril e o petróleo Brent para outubro recuou 4,59%, sendo cotado a US$56,23 o barril.


Sobre o autor