HomeMercados

Petróleo avança mais de 2% de olho na produção da Opep

Por Pablo Vinicius Souza
21 novembro 2019 - 19:45
exportação de petróleo

Os contratos futuros de petróleo encerraram em expressiva alta nesta quinta-feira (21), impulsionados pelas expectativas de extensão dos cortes na produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O petróleo vendido em Nova Iorque no West Texas Intermediate (WTI), com entrega para janeiro, recuou 2,75%, sendo negociado a US$58,58 o barril, no maior valor desde 23 de setembro.

Já o petróleo Brent para o mesmo mês, comercializado na ICE de Londres, saltou 2,52%, fechando na cotação de US$63,97 o barril.

Segundo informações da Reuters, a Opep e os seus aliados pretendem estender a política de redução de 1,2 milhão de barris por dia na produção da commodity, até junho de 2020.

A notícia deixou o mercado em êxtase, embora os países não tenham concordado em aumentar os níveis de corte, como era a proposta inicial dos principais membros.

Outro fator que ajudou no avanço dos preços foi o possível progresso nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

Por não haver consenso sobre os termos da primeira fase do acordo, o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, convidou autoridades americanas para uma nova rodada de conversas presenciais.

Com isso, crescem as expectativas de que os dois países consigam conciliar interesses e concluir um acordo preliminar satisfatório.

Porém, ao que parece, a assinatura do documento ficará para 2020, devido à uma série de demandas divergentes entre Washington e Pequim.


Sobre o autor