Empresas

Petrobras: resultados do 3º tri; distribuição de dividendos; repercussão política

Por Fast Trade
29 outubro 2021 - 06:12 | Atualizado em 29 outubro 2021 - 08:50
Petrobras confirma proposta sobre gasoduto Bolívia-Brasil
crédito: static.poder360

A Petrobras (PETR3; PETR4) divulgou um lucro de R$ 31,14 bilhões no terceiro trimestre de 2021. No mesmo período no ano anterior, 2020, a companhia havia registrado prejuízo de R$ 1,5 bilhão. No trimestre passado (2T21), o lucro foi de R$ 42,855 bilhões.

O lucro líquido recorrente da Petrobras atingiu R$ 17,37 bilhões. No terceiro trimestre de 2020, o valor havia chegado a R$ 3,17 bilhões. Já a receita líquida foi de R$ 121,59 bilhões, alta de 71,9% na comparação anual e o Ebitda ajustado avançou 81,7% no mesmo período, para R$ 60,74 bilhões.

+ Estratégias Long & Short: Saiba como operar!

De acordo com a petrolífera, os números são em virtude de efeito cambial e efeitos não-recorrentes relativos ao plano de saúde e ICMS.

Em relação à dívida, ela terminou o mês de setembro no patamar de R$ 59,6 bilhões. Segundo Joaquim Silva e Luna, presidente da Petrobras, a companhia atingiu a “meta de endividamento muito antes do planejado”.

Sendo assim, agora ela está “[…] dividindo parte das riquezas geradas com a sociedade e nossos acionistas através de impostos, dividendos, criação de empregos e investimentos”, explicou o presidente da petrolífera.

Distribuição de dividendos e fala de Bolsonaro

A Petrobras anunciou a antecipação de dividendos na soma de R$ 31,6 bilhões, mais do que o lucro do terceiro trimestre deste ano. Relativos aos resultados de 2021, a companhia já se comprometeu a pagar R$ 63,4 bilhões. Desse valor, R$ 21 bilhões já foram transferidos e outros R$ 42,4 bilhões serão repassados em 15 de dezembro.

O presidente Bolsonaro, em live de quinta-feira (28), afirmou que a estatal não deveria registrar lucros altos, isso porque ela deve ter “viés social”. Além disso, o presidente criticou a política de preços e disse estar buscando maneiras de alterá-la.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

“O que acontece: eu não aumento. A Petrobras é obrigada a aumentar o preço, porque ela tem que seguir a legislação, e nós estamos tentando buscar maneiras de mudar a lei nesse sentido”, disse Bolsonaro.

“Porque não é justo, você vive em um país que paga tudo em real, um país que é praticamente autossuficiente em petróleo, e tem o preço de seu combustível atrelado ao dólar. Realmente ninguém entende isso”, completou o presidente.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Petrobras: resultados do 3º tri; distribuição de dividendos; repercussão política

Leia também:

Dólar fecha a R$ 5,62 de olho no Copom e nas instabilidades do quadro fiscal


Sobre o autor