Empresas

Petrobras (PETR4) renova recordes de produção anual e oferta de ações da Light (LIGT3)

Por Fast Trade
08 janeiro 2021 - 12:00 | Atualizado em 08 janeiro 2021 - 13:01
Petrobras vende 50% de sua participação em empresa de biocombustível para a Galp

As ações da Petrobras (PETR3; PETR4) podem repercutir os recordes da produção anual de petróleo e na produção total (óleo e gás natural) em 2020.

Outro destaque que pode movimentar a B3 é a projeção para a oferta de ações da Light (LIGT3), que pode movimentar R$ 3,2 bilhões.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

Petrobras (PETR3; PETR4) reporta recorde em produção anual de 2020

A Petrobras (PETR3; PETR4) reportou recordes em sua produção anual de petróleo e na produção total (óleo e gás natural) de 2020. De acordo com a Companhia, o recorde foi de 2,28 milhões de barris por dia (bpd) de óleo.

Ao mesmo tempo, a estatal petrolífera registrou 2,84 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). Assim sendo, a empresa renovou os recordes de 2015, quando a Petrobras reportou 2,23 milhões de bpd de óleo e 2,79 milhões de boed.

Respondendo por 66% do bombeamento total da Petrobras, a produção no pré-sal totalizou 1,86 milhão de boed no ano passado. Isso representa um salto de 42% ante o quanto essa produção no pré-sal correspondia em 2015 (24%).

Além disso, os volumes da produção anual de óleo, assim como o de produção total, coincidem com o centro das metas de produção da estatal.

Essas metas, por sua vez, foram revisadas em outubro de 2020, no Relatório de Produção e Vendas do 3T20. Nesse sentido, a Petrobras comunicou que os volumes da produção anual superam em 5% as metas originalmente previstas para o período.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Para a Petrobras, os recordes registrados no ano, marcado por uma pandemia global, evidenciam o bom desempenho operacional mesmo diante dos desafios.

O período também representou um maior foco da estatal em ativos de classe mundial em águas profundas e ultraprofundas.

Vale destacar ainda o recorde apurado pelo Brasil em relação ao volume de petróleo exportado no ano passado.

Foram 70,6 milhões de toneladas, montante que equivale a um avanço de 18,5% ante 2019, principalmente por causa do dólar favorável à exportação.

Oferta de ações da Light (LIGT3) pode movimentar R$ 3,2 bilhões

A oferta de ações da Light (LIGT3), empresa privada de geração, distribuição, comercialização e soluções de energia elétrica, pode movimentar R$ 3,2 bilhões. Conforme reportagem do Valor Investe, a operação está prevista para acontecer ainda em janeiro.

Como resultado, a empresa pode se consolidar em uma Companhia de capital aberto ainda mais pulverizada, sem controle definido. Assim também, cresce a expectativa de que o caixa da Light será reforçado.

Desse modo, a Companhia passará a ter maior capacidade de investimento, mas também de gestão da dívida da empresa. O conselho de administração da Light aprovou uma oferta pública de 137,2 milhões de ações ordinárias.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

Em primeiro lugar, a previsão é que metade da operação aconteça por meio de uma oferta primária. Ao final, o capital levantado será destinado ao caixa da empresa, ao passo que a segunda metade será oferecida em uma oferta secundária.

Assim sendo, a Cemig (CMIG4), atualmente a principal acionista da Companhia (22,58% de participação), liquidará sua participação na Light.

Ainda não se sabe quanto valerá cada ativo, mas a data prevista para a definição é o dia 19. No entanto, essa oferta de ações pode movimentar cerca de R$ 3,22 bilhões baseado na cotação de fechamento de quinta-feira (R$ 23,50). Ou seja, nesse exemplo, R$ 1,6 bilhão seriam distribuídos para o caixa da Light e a outra metade ficaria com a Cemig.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade.


Sobre o autor