Empresas

Petrobras (PETR3/PETR4) tem prejuízo no segundo trimestre; veja mais

Por Fast Trade
31 julho 2020 - 07:00 | Atualizado em 31 julho 2020 - 07:32
Petrobras

Os resultados da Petrobras (PETR3/PETR4) e outros do segundo trimestre movimentaram o mercado na noite de ontem (30) e deve repercutir no pregão desta sexta-feira.

Baixa gratuitamente o relatório especial sobre os Fundos Imobiliários

Veja ainda os números da Fleury (FLRY3), da Engie (EGIE3), da Even (EVEN3) e da Copasa (CSMG3) no período mais afetado pela pandemia do coronavírus:

Petrobras (PETR3/PETR4)

Primeiramente, a petrolífera reverteu o lucro de R$ 18.866 milhões apurados no 2T19 e amargou um prejuízo líquido de R$ 2.713 bilhões no 2T20.

Apesar do resultado negativo, a estatal mostrou uma melhora expressiva ante o prejuízo recorde (R$ -48.523 bilhões) reportado entre janeiro e março de 2020.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader

Paralelamente, seu prejuízo recorrente somou R$ 13,732 bilhões, contra um resultado negativo de R$ 4,637 bilhões registrado no mesmo período do ano passado.

Por sua vez, a receita de vendas da Petrobras (PETR3/PETR4) declinou 29,9% na comparação anual, para R$ 50,898 bilhões.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado passou de R$ 32.651 bilhões para R$ 24.986 bilhões, uma queda de 53,5%.

Baixe gratuitamente: Guia do investidor iniciante

Segundo a petrolífera, o 2T20 foi bastante impactado pela crise do coronavírus, mas também pelo colapso dos preços do petróleo resultante das negociações da Opep+.

Fleury (FLRY3)

Assim como a Petrobras, a Fleury (FLRY3) reverteu o lucro do 2T19 e amargou um prejuízo entre abril e junho de 2020 (R$ 73.3 milhões).

De acordo com o grupo de medicina, esse resultado foi abalado pela forte redução das atividades das clínicas por causa do isolamento social.

Baixe gratuitamente o guia completo sobre investimentos em fundos multimercados

Nesse contexto, seu Ebitda (lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização) despencou 90,7% na comparação anual e ficou em R$ 19.6 milhões.

Além disso, a companhia reportou queda de 37,6% em sua receita líquida (R$ 454.9 milhões), impactada pela redução anual dos atendimentos (-36,9%) e exames (48,9%).

Engie (EGIE3)

Em contrapartida, a Engie Brasil (EGIE3) lucrou R$ 765.8 milhões no segundo trimestre, montante que representa um salto de 98,7% na mesma base de comparação.

Na esteira do coronavírus, a elétrica relacionou o resultado com o aumento da capacidade instalada e do preço médio líquido de venda como impactos positivos.

Baixe agora: Guia completo para obter sucesso nos investimentos na Bolsa

O Ebitda da empresa cresceu 36,1% e somou R$ 1.43 bilhão na comparação anual. Já a receita operacional líquida cresceu 23,4% a R$ 2.69 bilhões.

Por fim, a dívida líquida da Engie Brasil recuou 5,3%, para R$ 10,77 bilhões.

Even (EVEN3)

A Even (EVEN3) também encerrou o segundo trimestre deste ano no azul, reportando um lucro líquido de R$ 26,8 milhões.

O mostra um avanço de 21,8% ante os R$ 22 milhões apurados em abril e junho de 2019.

Baixe gratuitamente o e-book que contém o glossário do trader

Por outro lado, a receita líquida de vendas e serviços da construtora despencou 37% na mesma base de comparação, para R$ 374,4 milhões.

De acordo com a companhia, o baixo volume de lançamentos entre abril e junho foram responsáveis pela queda dos índices.

Ademais, o Ebitda ajustado da Even somou R$ 57.7 milhões, enquanto a margem Ebitda ajustada cresceu 1 ponto percentual, para 15,4%.

Baixe agora: Estratégia Long e Short – Saiba como operar

Copasa (CSMG3)

Por fim, a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa – CSMG3) apurou um lucro líquido, atribuído aos controladores, de R$ 146,3 milhões no segundo trimestre.

Com isso, a companhia viu seu lucro crescer 22,9% na comparação com os mesmos três meses do ano passado, conforme mostrou as demonstrações financeiras.

Baixe gratuitamente o e-book sobre as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA)

Houve um salto anual de 4,4% na receita operacional líquida de serviços da Copasa, somando R$ 1.245 bilhão.

Já o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ficou em R$ 378,5 milhões, +9,4% ante o 2T19. Por sua vez, a margem Ebitda se manteve em 31%.

Baixe agora: Tudo o que você precisa saber sobre análise técnica de ações e futuros

Quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade


Sobre o autor