EmpresasHome

Petrobras ignora “efeito coronavírus” e bate recorde na exportação de combustíveis

Por Fast Trade
04 março 2020 - 12:52
Petrobras vende 50% de sua participação em empresa de biocombustível para a Galp

A Petrobras (PETR3/ PETR4) bateu recorde na exportação de óleos combustíveis em fevereiro, alcançando o total de 238 mil barris/dia e ultrapassando a marca de 1 milhão de toneladas/mês.

Segundo a estatal, o desempenho mais forte ocorreu apesar das turbulências trazidas pelo coronavírus, tendo em vista que os principais compradores da commodity estão localizados na região asiática, uma das regiões mais afetadas pela doença.

Para desviar da intensa contração na demanda, a companhia ajustou os fluxos de exportação, destinando o petróleo e outros combustíveis para o Caribe, os Estados Unidos e para a Europa, além de outros mercados mais acessíveis.

Além disso, as novas regras mundiais para os combustíveis marítimos (IMO 2020) acentuaram a exigência quanto à redução de 3,5% para 0,5% no teor do enxofre presente nos combustíveis, beneficiando a empresa brasileira.

Tanto o petróleo quanto o óleo combustível produzidos pela estatal apresentam baixo teor de enxofre, elevando a competitividade do produto frente aos demais oferecidos no mercado.

“As exportações de petróleo também continuam em patamares elevados, com volumes superiores a 690 mil barris por dia exportados em fevereiro” – informou o comunicado da petroleira.

A empresa também explicou ainda é cedo para dizer quais serão os impactos do vírus para os negócios, embora é certeza que, em alguma medida, suas atividades serão afetadas.


Sobre o autor