EmpresasHome

Petrobras fechará sede da estatal em São Paulo como medida para economizar

Por Eloiza Amaral
27 fevereiro 2019 - 16:43
Petrobras

Com o intuito de diminuir gastos, a Petrobras informou na última terça feira (26), que desocupará até junho a sede administrativa da estatal em São Paulo (Edisp). Estima-se que sejam economizados mais de R$ 100 milhões no horizonte do plano de negócios 2019/2023.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Além disso, a empresa ainda estuda colocar em prática um Plano de Desligamento Voluntário (PDV) e um Programa de Desligamento por Acordo Individual, e anda não se sabe quantos funcionários serão envolvidos nas medidas.

Este movimento faz parte de um plano maior, que envolve vendas de ativos, como refinarias. O presidente da empresa, Roberto Castello Branco, disse que além do prédio da Avenida Paulista, outros escritórios em Nova York, África, Irã e Japão também estão em processo de fechamento.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Segundo o Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo, esta unidade conta com mais de 400 trabalhadores e é a mais cara mantida pela Petrobras atualmente.

“Estudos estão sendo feitos para determinar atividades que podem migrar para outros imóveis. Os gestores responsáveis pelas atividades que hoje são realizadas no prédio estão avaliando quais delas realmente precisam permanecer na capital paulista e quais podem ser realocadas em outros imóveis da companhia no Estado, como a sede da UO-BS (Unidade de Operações da Bacia de Santos) ou as refinarias, ou mesmo na sede, no Rio de Janeiro”, disse a estatal.

Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

O sindicato ainda disse que não haverá vagas para que todos fiquem, e frisou que está acontecendo uma redução de atividades em São Paulo e não somente uma desmobilização de prédio.

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou


Sobre o autor