EmpresasHome

Petrobras conclui a venda de Pasadena por US$467 milhões à Chevron

Por Eloiza Amaral
02 maio 2019 - 11:13
Opep reduz previsão da demanda mundial de petróleo em 2019 devido tensões

Na noite da última quarta feira (1), a Petrobras informou que concluiu a veda da refinaria de Pasadena, no Texas, para a Chevron. O valor do negócio foi de US$467 milhões (cerca de R$ 1,830 bilhão), sendo que deste total US$350 milhões eram do valor das ações e US$117 milhões de capital de giro.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

‘’Esta operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando a geração de valor para os nossos acionistas’’, informou a Petrobras em nota.

A estatal brasileira comprou 50% da refinaria de Pasadena da belga Astra Oil em 2006, por US$1,249 bilhão, segundo o jornal Valor Econômico. De lá para cá, esta compra foi manchada por escândalos de corrupção e chegou a ser investigada pela operação Lava Jato.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Qual é o interesse da Chevron em Pasadena?

Como a Chevron já possui uma refinaria no golfo dos Estados Unidos, adquirir outra na mesma região seria mais rentável.

O objetivo é que seja processado na unidade petróleo bruto doce vindo de seus campos na Bacia Permian do Texas, que produz 112.229 barris de petróleo por dia.

Além de Pasadena, a Chevron também comprou a subsidiária da Petrobras PRSI, que opera esta refinaria e tem um tanque de armazenamento de 5,1 milhões de barris e 143 acres adicionais de terras no canal de navegação de Houston; e a PRSI Trading que atua em mercados de bruto e refinado.


Sobre o autor