EconomiaHome

Pesquisa Focus reduz estimativas da taxa Selic pela segunda vez seguida para 2020

Por Eloiza Amaral
25 março 2019 - 11:43

Segundo apontou o Relatório Focus, divulgado nesta segunda feira (25), os especialistas reduziram as expectativas para a taxa básica de juros (Selic) pela segunda vez seguida para o final de 2020, indo de 7,75% para 7,5%. Estes resultados são reflexo da declaração do Banco Central de que vê a economia abaixo do esperado e com um balanço equilibrado dos riscos.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Para 2019, as estimativas para a Selic se mantiveram em 6,5%. Explicando a declaração do Banco Central, na semana passada a instituição afirmou que a economia não está se reerguendo como acreditavam que iria, após um momento de crise, e com isso, os riscos inflacionários são os mesmos tanto para baixo quanto para cima, não existindo um cenário de certezas.

A Selic serve como base de referência aos demais índices de juros econômicos, e é a taxa média cobrada nas negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional diariamente. Quando aumentada, tem por objetivo conter a demanda aquecida, causando reflexos nos preços, porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Sobre o Produto Interno Bruto (PIB), também houve uma queda nos apontamentos de crescimento econômico em 2019, e 2020, que registrarão 2% e 2,78% respectivamente. O IPCA sem manteve, a 3,89% para 2019 e a 4% em 2020.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

A meta para 2019 é de 4,25%, e de 4% no próximo ano. A meta será oficialmente cumprida nos próximos anos se o indicador oscilar entre 1,5% para mais ou para menos no período.

Os resultados da pesquisa são obtidos com base num levantamento semanal feito com mais de 100 instituições econômicas, e mede a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, calculando a evolução econômica.

Para ter acesso ao Relatório de Mercado Focus clique aqui


Sobre o autor