Política

Panorama Político: Fundão, Bolsa Família, Mourão

Por TradersClub
20 julho 2021 - 09:56 | Atualizado em 20 julho 2021 - 10:00
Fundão

São Paulo, 20 de julho – Sobre Bolsa Família, Fundão e mais nesta terça-feira, 20 de julho:

Fundão: O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à noite que pode vetar o fundo eleitoral de R$5,7 bilhões aprovado pelo Legislativo.

Centrão: O veto desagradaria ao Centrão, que diz que o Planalto apoiou a inclusão do tema na Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2022.

LEIA: Quais os principais padrões de candle e como utilizá-los no day trade?

Saída: O veto pode, além disso, ser derrubado pelo Congresso. Uma saída estaria no STF: ação que tenta barrar a elevação tem como relator o ministro Kassio Nunes Marques, aliado do presidente.

Crise à vista: Jornais relatam que Bolsonaro, ao tentar responsabilizar o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos, pela aprovação do fundão turbinado, fez um inimigo de peso.

Impeachment: Ramos é eventual substituto do presidente da Câmara, Arthur Lira, cargo que tem a prerrogativa de dar andamento aos pedidos de impeachment do presidente da República.

“Consistentes”: O deputado pediu e já recebeu cópia do “superpedido” de impeachment. No Twitter agora cedo, disse que as 21 imputações por crime de responsabilidade “parecem bem consistentes”.

Bolsa Família: Ainda na entrevista à TV Brasil, Bolsonaro disse que o programa que substituirá o Bolsa Família, em tese a partir de novembro, vai elevar o benefício de R$192 para R$300, “no mínimo”.

Voto impresso: O presidente também disse que não acredita da aprovação do mecanismo para 2022.

Mourão: O vice-presidente confirmou que tratou com o presidente de Angola de uma crise privada da Igreja Universal do Reino de Deus naquele país. Segundo o Estadão, Bolsonaro usou o governo para atuar em crise sem relação com os assuntos republicanos.

Fundão


Sobre o autor