Empresas

Panorama corporativo revela novo lucro líquido ajustado da Espaçolaser

Por TradersClub
01 setembro 2021 - 10:00 | Atualizado em 17 novembro 2021 - 16:15
BB Seguridade Ambipar

São Paulo, 1 setembro – A seguir, algumas das notícias corporativas que podem mexer com o pregão da bolsa na B3, com empresas como Espaçolaser, Eletrobras e mais:

Espaçolaser: A companhia apresentou lucro líquido ajustado de R$56,7 milhões no segundo trimestre, ante prejuízo de R$13,5 milhões no ano passado. O crescimento anual de 19% no número de lojas impulsionou o resultado da empresa, que viu a receita líquida acelerar 51,2%, a R$203,4 milhões. No período, a Espaçolaser abriu 41 novas lojas, sendo 27 em junho, estabelecendo um novo recorde mensal. A empresa também anunciou o pagamento de R$0,0470856894 por ação ordinária em dividendos e R$0,0348024661 de valor bruto por ação ordinária em Juros sobre Capital Próprio. Ambas as remunerações têm data base em 6 de setembro e pagamento em 22 de setembro.

LEIA: Tipos de ordem – qual a classificação na compra e venda de ativos financeiros?

Eletrobras: Em meio à privatização, a Eletrobras pagará R$23,2 bilhões à União, decorrentes da cobrança de um bônus de outorga pelo governo em troca da renovação de contratos de hidrelétricas da companhia. O pagamento permitirá mudança nos contratos de 22 usinas, que passarão a operar no regime de produção independente de energia, ao invés do atual regime de cotas, em que o preço de venda de energia é definido pela Agência Nacional de Energia Elétrica.

SLC Agrícola: As terras de propriedade da SLC foram avaliadas em R$6,94 bilhões pela consultoria Deloitte Touche, uma apreciação de 75,2% de seu portfólio, segundo informou ao mercado.

Kora Saúde: A empresa adquiriu 100% do capital do Hospital São Mateus, em Fortaleza, Ceará, por R$92,1 milhões, sendo R$75,0 milhões à vista e o restante parcelado em até seis anos, com o valor total sujeito a ajustes com base na variação do endividamento da empresa. Segundo a Kora, o hospital é referência em tratamento clínico e neurologia. Esta é a segunda aquisição da empresa no Ceará.

BR Properties: A companhia vendeu o imóvel conhecido como “Galpão Tucano”, localizado no Centro Empresarial Espaço Gaia, em Jarinu, São Paulo, por R$94,0 milhões.

Banrisul: A instituição financeira vai distribuir R$105,11 milhões em juros sobre capital próprio, em 28 de setembro.

CSN: A Companhia Siderúrgica Nacional informou que a sua controlada, CSN Cimentos, concluiu ontem a aquisição do controle da Elizabeth Cimentos e da Elizabeth Mineração. A siderúrgica também prevê investir R$5,0 bilhões em projetos ESG até 2030 e já atingiu 80% da meta de redução de emissões poluentes traçadas para o mesmo ano, segundo reportagem do Valor em conversa com Helena Guerra, diretora de Sustentabilidade e Meio Ambiente.

Ambipar: A empresa anunciou que a subsidiária Environmental ESG adquiriu 70% da Suprema Serviços Industriais, que atua “no gerenciamento, movimentação e tratamento de resíduos, coprocessamento, valorização de recicláveis, carregamento e transporte de rocha com foco principal no setor de mineração”.

Vittia Fertilizantes: A produtora de fertilizantes e biopesticidas precificou IPO em R$8,60 por ação, no piso da faixa indicativa. A empresa estreará na Bolsa em2 de setembro, com valor de mercado avaliado em de R$1,18 bilhão.

Bemobi: A companhia concluiu a aquisição de 100% da Tiaxa, empresa chilena especializada em soluções de microfinanças.

Raízen: A sucroenergética informou que acionistas aprovaram aumento de capital via subscrição no montante de R$5,25 bilhões, mediante emissão de 5,87 bilhões ações ordinárias no valor de R$0,893277744.

Copasa: A agência Moody’s Local atribuiu rating AAA.br estável à 16ª emissão de debêntures simples da Companhia de Saneamento de Minas Gerais, em duas sérias que totalizam R$750 milhões.

LEIA: Plano de trading – passo a passo para colocar em prática

Oi: O Conselho da operadora elegeu Cristiane Barreto Sales para os cargos de Diretora de Finanças e Relações com investidores.

Banco Pan: O banco digital e Elo firmaram parceria para emissão de cartões de crédito e débito. Além disso, clientes do Pan também terão vantagens exclusivas oferecidas pela bandeira, disse Pedro Romero, superintendente executivo de banco digital do Pan, ao Valor.

Espaçolaser


Sobre o autor