Política

Palocci diz que campanhas de Dilma custaram R$ 1,4 bi

Por Fast Trade
01 outubro 2018 - 23:09

O juiz Sergio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, retirou nesta segunda-feira o sigilo de parte da delação de Antônio Palocci, ex-ministro pelo PT, firmada com a Polícia Federal (PF) e homologada pelo TRF-4.

Segundo a delação de Palocci , as campanhas presidenciais em 2010 e 2014 (que elegeram Dilma Rousseff) custaram, respectivamente, R$ 600 milhões e R$ 800 milhões. O ex-ministro garantiu que esses valores seriam mais que o dobro do que foi declarado oficialmente à Justiça Eleitoral na época.

O advogado de Lula chamou as declarações de mentirosas. Em nota oficial, Dilma chamou o valor de “absolutamente falso” e diz que a delação é uma tentativa desesperada do ex-ministro de “salvar a própria pele”.


Sobre o autor