Mercados

Orçamento de Guerra, prévia do PIB brasileiro e dados nos EUA

Por Bruna Santos
11 abril 2020 - 10:42 | Atualizado em 12 abril 2020 - 11:25
Orçamento de guerra

Os principais índices globais podem superar o breve alívio dos últimos dias já na próxima semana, em meio a votação da PEC do Orçamento de Guerra, dados econômicos locais, nos Estados Unidos e na China, mas também diante do novo recorde de óbitos em um dia batido pelos EUA por causa do coronavírus.

A potência norte-americana foi o primeiro país do mundo a superar as 2.000 mortes pelo Covid-19 em apenas um dia. Com as mais de 2.108 mortes em 24H, segundo a Universidade Johns Hopkins, o número total de óbitos chegou a 18.586.

No Brasil, os casos confirmados chegaram a 19.638; o país ainda registrou 1.056 óbitos totais, segundo o Ministério da Saúde. Desse modo, a cautela do mercado deve ficar acentuada nos próximos dias, com as expectativas pelos números da economia global.

Além disso, ainda há muitas incertezas de até quando a crise do coronavírus pode se prolongar.

Por aqui, o Senado deve votar a PEC do Orçamento de Guerra na segunda-feira (13). A medida permitirá ao governo gastos além das regras fiscais previstas na Constituição, com o propósito de combater a pandemia.

Dentre os resultados econômicos, o IBC-Br é o protagonista local em uma semana com agenda reduzida, uma vez que o indicador, considerado prévia do PIB, acabou não sendo divulgado anteriormente.

Ademais, atenção para o tradicional boletim Focus do Banco Central, sobre as perspectivas econômicas para o Brasil.

Dados de inflação, produção industrial e PIB chinês; os destaques além do Orçamento de Guerra

Assim como no Brasil, o feriado religioso paralisou a Bolsa de Valores em diversos países, como na Europa e nos Estados Unidos. Apesar disso, os EUA divulgaram os números da inflação de março, com retração (-0,4%) nos preços ao consumidor indicando deflação.

O indicador veio em linha com as perspectivas do mercado e revela parte dos impactos do coronavírus na economia americana.

Diante do resultado e do crescente número de infectados e óbitos por coronavírus, os Estados Unidos devem adotar novas medidas para proteger a economia. Atenção para os índices que devem mostrar já na próxima semana um declínio nas vendas do varejo e atividade industrial nos EUA, conforme a Bloomberg.

No continente asiático, o mercado se volta para a publicação do PIB da China. Dados compilados pela Bloomberg mostram que o indicador pode contrair -6% na comparação anual do 1T20. Ademais, saem os números da produção industrial e varejo.


Sobre o autor