EmpresasHome

Oi propõe aos credores o aditamento do plano de recuperação judicial

Por Pablo Vinicius Souza
28 fevereiro 2020 - 12:37

Visando assegurar maior flexibilidade operacional e financeira para avançar com sua estratégia de investimentos, a Oi (OIBR3) está propondo um aditamento ao plano de recuperação judicial.

A companhia de telecomunicação protocolou ontem na 7º Vara Empresarial do Rio de Janeiro uma petição, na qual, solicita que os credores deliberem sobre um aditamento ao plano de recuperação judicial.

O objetivo da proposta é reorganizar as operações “de forma a dar mais eficiência a sua estrutura societária e criar opções estratégicas de capitalização e fortalecimento da Oi”.

As discussões seriam realizadas no âmbito da assembleia geral de credores, que contaria com a participação dos que detinham créditos e direito a voto na última assembleia realizada dias 19 e 20 de dezembro de 2017.

Também poderiam participar aqueles que ainda mantinham interesse na Oi até o final do pregão de ontem, sejam como titulares das Sênior Notes de emissão da empresa e em circulação ou na condição de titulares de ações ou ADRs.

No comunicado publicado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa reiterou o seu compromisso em executar o plano estratégico com foco na massificação da fibra ótica no Brasil e em negócios de maior valor agregado.

Segundo a nota, essa estratégia de gestão já mostrou resultados positivos nos indicadores operacionais e financeiros da Oi e apresentará aceleração a partir de 2020, com possível consolidação em 2021.

A nova administração da companhia conseguiu, em apenas dois anos, reduzir uma dívida de R$60 bilhões para R$16 bilhões, demonstrando o potencial de desempenho e desenvolvimento que poderá ser agregado nos próximos meses.


Sobre o autor