Mercados

O Metaverso vai mudar a estrutura da indústria financeira, diz Goldman Sachs

Por Fast Trade
22 dezembro 2021 - 16:23 | Atualizado em 19 janeiro 2022 - 10:17
Retrospectiva
Créditos: shutterstock.com

O Goldman Sachs, um dos maiores bancos do mundo, divulgou um relatório avaliando como o metaverso vai influenciar a estrutura da indústria financeira. Destacando suas principais características, como a descentralização e o alcance direcionado, a instituição afirmou que as mudanças podem alcançar desde a percepção dos clientes, até o custo dos insumos atrelados à monetização.

Além disso, os analistas consideraram o potencial de ampliação nas tendências de comércio e publicidade dentro da nova plataforma. Tudo isso deve compor a base das transformações na computação que vão resultar no desenvolvimento da chamada Web 3.0.

+ Ebook Dólar e Mini Dólar: Desvendando o mercado!

Segundo o Goldman, para o avanço do metaverso e desta nova infraestrutura de conectividade com a internet, o Blockchain será o elemento fundamental. Nesse sentido, o banco ainda explicou que esta tecnologia foi criada como parte integrante do Bitcoin, contudo, comporta diversas outras aplicações.

“Blockchain tem o potencial de mudar o modo como compramos, vendemos, interagimos com o governo e verificamos a autenticidade de todas as coisas, desde títulos de propriedades até vegetais orgânicos” – destacou o relatório.

Além da Meta (antigo Facebook), diversas outras empresas estão investindo pesado no metaverso, como a Nvidia, Roblok e Niantic Labs. Ademais, as marcas Gucci, Chipotle, Vans, Nike e Peloton já fizeram parcerias para lançar sistemas próprios nesta realidade virtual.

Algumas características do metaverso

O metaverso é um ambiente virtual imersivo, que funciona como uma nova camada que integra e interage com o mundo real e o virtual ao mesmo tempo. Este lugar foi construído com a utilização de diferentes tecnologias e oferece uma espécie de universo para que as pessoas possam vivenciar experiências através de seus avatares (bonecos virtuais) 3D.

Desse modo, o objetivo é fazer com que as pessoas façam parte deste ambiente virtual, não apenas como observadores passivos, mas também, como personagens da história.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Segundo a Bloomberg Intelligence, este mercado deve movimentar US$ 800 bilhões até 2024, impulsionado pelos games de metaverso e por eventos realizados exclusivamente nesta realidade. Em contrapartida, a gestora Grayscale disse que o potencial de receitas pode alcançar US$ 1 trilhão em receita anual.

Na visão da gestora, “o metaverso é um universo digital que vai além da internet que conhecemos hoje. Essa visão para o estado futuro da web tem o potencial de transformar nossas interações sociais, negociações comerciais e a economia da Internet em geral”.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

O Metaverso vai mudar a estrutura da indústria financeira, diz Goldman Sachs

Leia também:

Citi revisa as recomendações e reduz o preço-alvo para Qualicorp e Braskem

Bradesco BBI recomenda a “compra” das ações da Fras-le e sinaliza a visão positiva do negócio

Bolsa e dólar fazem pregão de queda pressionados pela baixa liquidez; NY avança


Sobre o autor