HomePolítica

Nova Previdência já tem votos para ser aprovada; sessão recomeça hoje

Por Pablo Vinicius Souza
10 julho 2019 - 10:54
reforma tributária

A Nova Previdência já tem votos para ser aprovada em sessão que recomeça hoje, levando ao menos 298 votos garantidos, de acordo com o Placar da Previdência do Estadão.

A consulta foi realizada com 504 deputados e, destes, 117 são contrários, 24 indecisos e 65 não responderam.

Nova sessão para a votação da PEC foi marcada para esta manhã, com início efetivo a partir das 10h30.

Ontem, o presidente da Casa, Rodrigo Maia, colocou em votação requerimento para encerrar as discussões da reforma da Previdência após o atraso no início da sessão, provocado pela insatisfação dos líderes dos partidos que apoiam a reforma.

O problema não era o quórum, a Casa estava cheia, com mais de 500 deputados presentes.

Com o avanço no calendário, cresce a expectativa de que os dois turnos podem ser concluídos ainda nesta semana.

O texto da nova Previdência trouxe nova fórmula para o cálculo dos benefícios às mulheres, podendo comprometer a economia prevista anteriormente em até R$ 30 bilhões em dez anos.

Bolsonaro acenou com novas regras tributárias para a bancada dos evangélicos e manteve o acordo de apoio a isenção de contribuição previdenciária aos ruralistas.

Em contrapartida, o presidente da República voltou a defender regras mais brandas ao pessoal de segurança pública.

De acordo com ele, a classe deve ficar fora da reforma, para terem regras definidas posteriormente em projeto de lei.

Conforme publicação do Estadão, cada deputado levou R$ 20 milhões pelo voto favor da reforma da Previdência.

Desse montante, R$ 10 milhões seriam repassados agora e R$ 10 milhões após a aprovação da reforma no plenário.

Além disso, cada deputado receberá ainda R$ 20 milhões em recursos extraordinários em 2020, isto é, fora do pagamento das emendas impositivas a que cada um tem direito (R$ 15,4 bilhões), já previstas no Orçamento.

Leia mais:

Indicadores econômicos: IGP-M; IPCA; fluxo cambial; estoques dos Estados Unidos e mais

Governo liberou R$ 2,6 bilhões em emendas às vésperas da votação da reforma, diz oposição

O cabo de guerra da reforma Tributária

Novo capítulo na polêmica das conversas vazadas entre membros da força-tarefa Lava Jato


Sobre o autor