EmpresasHome

Noticiário Corporativo: Usiminas (USIM5) e Gerdau (GGBR4)

Por Pablo Vinicius Souza
04 julho 2019 - 18:31
Índice Geral de Preços

Usiminas (USIM5)O Itaú BBA modificou a sua carteira de investimentos TOP 5, que buscam retornos de curto e médio prazo, acrescentando a Usiminas ao ranking.

Segundo o relatório do banco, a estratégia é aumentar a exposição optando por ações com beta mais alto, que tendem a alcançar uma performance melhor que o índice.

“Neste caso, preferimos as ações da Usiminas neste momento por apresentar um beta de 1,3, além do fato da empresa se beneficiar de uma eventual melhora da atividade doméstica” – explicou o banco.

Atualmente, compõem o TOP 5 do Itaú BBA as seguintes ações: Petrobras (PETR4), Bradesco (BBDC4), Rumo (RAIL3), Tim Participações (TIMP3) e Usiminas (USIM5).

Gerdau (GGBR4) – O Conselho de Administração da Gerdau aprovou o resgate antecipado de todas as debêntures emitidas nas datas 11/06/82, 19/07/82, 16/11/82, 10/06/83 e 13/07/90.

Em comunicado, a siderúrgica afirmou que “o pagamento aos debenturistas será efetuado mediante crédito na conta corrente cadastrada” nos registros da empresa, porém não informou o valor dos resgates.

Movimentações na B3

A seguir, as ações de maior liquidez que mais avançaram na sessão:

COMPANHIAS ESTATAIS
Ativo03/0704/07Ativo03/0704/07
Petrobras (PETR3)+1,19%+0,94%Vale (VALE3)-0,08%+0,84%
Petrobras (PETR4)+1,23%+1,03%Embraer (EMBR3)-0,57%-0,05%
Eletrobras (ELET3)+1,82%+2,36%Banco do Brasil (BBAS3)+2,01%+1,40%
Eletrobras (ELET6)+2,43%+2,32%Cemig (CMIG4)+1,22%+0,81%

E-BOOK GUIA COMPLETO PARA OBTER SUCESSO NOS INVESTIMENTOS EM AÇÕES NA BOLSA DE VALORES

SETOR BANCÁRIOSETOR SIDERÚRGICO
Ativo03/0704/07Ativo03/0704/07
Itaú Unibanco (ITUB3)+1,36%+0,99%Usiminas (USIM3)+2,43%+3,98%
Santander (SANB11)+2,02%+2,56%CSN (CSNA3)+2,50%+0,77%
Bradesco (BBDC3)+1,76%+2,08%Gerdau (GGBR4)+1,43%+2,76%

Leia mais:

Ibovespa dispara 1,56% e bate um novo recorde com aprovação da Previdência na Comissão Especial

Dólar cai a R$3,79, fechando no menor valor em três meses

Petróleo fecha em queda com tensões geopolíticas e sessão de baixa liquidez


Sobre o autor