EmpresasHome

Neonergia passa a ser listada na B3 e é bem recebida pelos investidores

Por Pablo Vinicius Souza
02 julho 2019 - 10:22
Neoenergia (NEOE3)

A empresa Neoenergia – holding do Grupo Neoenergia – inaugurou ontem (1º) a oferta pública de ações da empresa na B3.

De acordo com a companhia, o negócio tem avaliação inicial de R$ 3,2 bilhões, podendo chegar a R$ 3,7 bilhões.

O grupo espanhol Iberdrola permanece o controlador da empresa que atua nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia, com 50% de participação.

Além disso, divide o espaço com a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), com 32,9%.

O Banco do Brasil, por sua vez, vendeu a fatia de 9,3% que tinha da empresa.

“A saída do BB é mais um passo na evolução natural da Neoenergia”, avaliou o presidente Mario José Ruiz-Tagle Larrain.

Segundo ele, as mudanças fazem parte do processo natural de crescimento da empresa, que obteve um lucro líquido de R$ 509,7 milhões no primeiro trimestre deste ano.

Ademais, a empresa deve continuar investindo com foco em energia renováveis.

Atuante desde 1997 no mercado brasileiro, sua chegada no mercado brasileiro de ações foi bem recebida pelos investidores.

A companhia registrou o maior IPO do setor elétrico na Bolsa paulista, desde 2004, de acordo com informações da B3.

Com alta de mais de 8% no pregão de estreia, os papéis da companhia fecharam cotados a R$ 16,96.

“Aliado ao bom momento pelo qual passa o setor, os investidores gostaram de que o Banco do Brasil se desfez dos papéis (da companhia)”, avaliou Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos.

Leia mais:

Indicadores econômicos: IPC-S Capitais; produção industrial; condições empresariais e mais

Governo prestará contas dos 200 dias de mandato, diz Planalto

Pode acontecer hoje leitura de voto complementar da Previdência

Após superávit comercial, governo elevou projeção de superávit do ano para US$ 56,7 bi

Parecer do pacote anticrime pode ser apresentado nesta manhã


Sobre o autor