Economia

Mudança de cenário pode levar o BC a adotar juro neutro, diz Campos Neto

Por Fast Trade
25 maio 2021 - 16:19 | Atualizado em 25 maio 2021 - 18:01
Presidente do Banco Central - Economia
Presidente do Banco Central

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, disse que eventual mudança de cenário poderá levar a instituição a adotar uma taxa de juros neutra.

Durante um evento virtual organizado pelo BTG Pactual, o executivo explicou que as diretrizes de política monetária podem sofrer alterações.

Segundo ele, a modelagem atual sugeriu que o mais correto seria elevar os juros rapidamente e utilizar a linguagem parcial para responder ao momento. No entanto, em caso de alterações nas variáveis que compõem o ambiente macroeconômico, talvez seja necessário a instituição seguir outra direção.

Acima de tudo, na visão de Campos Neto, é preciso ter uma avaliação abrangente de múltiplos fatores, sobretudo, frente às incertezas locais, a trajetória dos preços e o comportamento das commodities.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Também de acordo com o CEO, o alcance da meta de inflação é o objetivo mais importante do BC e que será cumprido pela gestão. “Por isso, fizemos mais do que o mercado entendia anteriormente e vamos seguir neste caminho” – explicou Campos Neto.

Vale lembrar que o comitê de política monetária da instituição retomou o ciclo de altas na Selic, realizando já dois aumentos consecutivos de 0,75%, levando a taxa ao nível de 3,5% ao ano.

Desse modo, no comunicado, o BC informou que o movimento tinha como meta a normalização parcial da taxa básica, assegurando que o juro continuaria em um patamar estimulativo, ligeiramente abaixo do nível considerado “neutro”.

Desafios e perspectivas do mercado frente à inflação

Tendo em vista o cenário de forte aumento da inflação, muitos economistas de mercado estão defendendo o fim do estímulo à atividade. Nesse sentido, a visão majoritária sugere que o aperto monetário avance a níveis maiores do que o previsto, contendo as pressões de alta sobre os preços.

Em contrapartida, Campos Neto deixou claro que suas projeções sinalizam que o restabelecimento dos juros manteria a inflação abaixo da meta. Além disso, ele pretende adotar maior transparência na comunicação da instituição com o mercado, visando eliminar qualquer ruído com impacto negativo.

Relatório: Maiores rendimentos de dividendos em 2021

Da mesma forma, o executivo voltou a se mostrar otimista em relação à retomada da atividade local após a vacinação contra o Covid-19. Segundo ele, as estimativas do BC indicam que o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano “caminha em direção a 4%”.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Mudança de cenário pode levar o BC a adotar juro neutro, diz Campos Neto

Leia também:

Agenda de dividendos: saiba quem vai pagar proventos na semana

Superávit da balança comercial brasileira avança para US$25,21 bilhões no ano

Vale e Petrobras são as brasileiras com maiores retornos aos acionistas; entenda


Sobre o autor