Agronegócio

Mercosul-Canadá pode elevar em US$ 7,8 bi exportações do agro brasileiro, estima CNA

Por Fast Trade
27 julho 2020 - 16:00 | Atualizado em 27 julho 2020 - 17:16
fundos de investimentos

Uma assinatura de livre comércio entre o Mercosul-Canadá pode elevar em US$ 7,8 bilhões a receita das exportações do agronegócio brasileiro. A estimativa é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que divulgará um estudo sobre o tema na próxima quarta-feira (29).

Baixe gratuitamente: Clube de investimentos – Tudo o que você precisa saber

O conteúdo será apresentado em um webinar sobre o andamento das negociações, que contará com a participação de representantes dos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Ministério de Relações Exteriores (MRE).

Segundo a CNA, os resultados do documento mostram que o acordo Mercosul-Canadá é relevante para o agro e vão subsidiar negociadores brasileiros com dados técnicos.

Baixe agora: Clube de investimentos – Tudo o que você precisa saber

A expectativa é que o material contribua para a tomada de decisões, mas também na definição de posicionamento do País, disse a confederação em nota.

Setores beneficiados pelo acordo Mercosul-Canadá

Do total estimado para as exportações do agro brasileiro, mais propensos a serem beneficiados pelo acordo entre Mercosul-Canadá, como as carnes, os cereais, as farinhas e preparações, mas também as frutas e o complexo soja.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader

Primeiramente, a receita das carnes pode chegar a US$ 1,4 bilhão por ano com o livre comércio. Nesse contexto, os cortes considerados nobres e de melhor qualidade tendem a ter melhor competitividade no mercado canadense, de acordo com a CNA.

Para os cereais, farinhas e preparações, a previsão é por uma alta de US$ 771,9 milhões nas vendas ao Canadá, principalmente por causa do milho. Do mesmo modo, o arroz tem potencial para ser explorado no curto prazo, uma vez que ambos já possuem alíquota de importação zerada no Canadá.

Baixe agora: Guia completo para obter sucesso nos investimentos na Bolsa

Ademais, o acordo pode favorecer e ampliar o abastecimento das frutas tropicais brasileiras no mercado canadense, com potencial de comércio de US$ 751,7 milhões.

Por fim, o complexo soja (grão e farelo) pode crescer em US$ 703,9 milhões, apesar da concorrência com os Estados Unidos.

Uma vez que as nações estão próximas geograficamente, os custos de logística e de transporte tendem a ser menores e, portanto, mais interessantes.

Baixe agora: Tudo o que você precisa saber para fazer uma análise técnica de ações e futuros

Em 2019, o comércio agro com o Canadá movimentou US$ 628,7 milhões.

Comércio bilateral

A análise da CNA mostra que o acordo de livre comércio entre o Mercosul e o Canadá pode impactar de forma positiva as exportações brasileiras, mas também abrir portas para acordos com outros países, ampliando as fronteiras comerciais que poderão consolidar o agro brasileiro nas principais cadeias globais de alimentos e bebidas.

Baixe gratuitamente: Clube de investimentos – Tudo o que você precisa saber


Sobre o autor