Mercados

Mercado de petróleo recua com produção na Líbia e encerra semana com perdas

Por Fast Trade
23 outubro 2020 - 17:00 | Atualizado em 23 outubro 2020 - 19:14
mercado de petróleo

Após recuperar parte das perdas de quarta-feira na véspera (22), as cotações do mercado de petróleo voltaram a cair no pregão desta sexta-feira (23).

Pressionados pela notícia de que a Líbia vai aumentar a produção da commodity, as incertezas sobre outro pacote fiscal nos Estados Unidos também impactou negativamente.

Além disso, os temores relacionados à demanda por petróleo conforme crescem os casos de covid-19 no mundo desenvolvido minaram o humor dos investidores.

“A nova imposição de bloqueios e restrições de viagens ameaça a demanda, então a assistência fiscal nos EUA pode ser significativa, dependendo de seu conteúdo”, afirmou Marshall Steeves, analista de mercados de energia na IHS Markit, ao MarketWatch.

Baixe agora: Desvendado o Swing Trade: Tudo o que você precisa saber!

Desse modo, tanto WTI quanto o Brent contraíram no acumulado da semana, após marcarem queda de 1,94% e 1,62%, respectivamente.

Os contratos futuros da referência norte-americana para dezembro encerraram o dia cotado a US$ 39,85, recuando do patamar de US$ 40 por barril na Nymex. Por sua vez, os preços da referência global para o mesmo mês recuaram 1,62%, fechando a US$ 41,77 o barril na ICE, em Londres.

Com os fatores negativos, ambas as referências de petróleo recuaram no acumulado da semana, sendo -2,51% para o WTI e -2,70% para o Brent.

“Acreditamos que os riscos de baixa predominam”, avaliou o chefe de Pesquisa em Commodity do Commerzbank, Eugen Weinberg, sobre o mercado de petróleo. “Há pouco apoio do lado da demanda, tendo em vista o número extremamente alto de novos casos de covid-19”, completou ele.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade

Aumento da oferta preocupa mercado de petróleo

Atrelado a isso, a National Oil Corporation (NOC), estatal de petróleo da Líbia, sinalizou que há instruções para retomar a produção de parte das operações.

Desse modo, cresceu as preocupações relacionadas à demanda da commodity energética, considerando a retomada das atividades nos campos de Al-Waha e Al-Haruj

De acordo com a estatal, essa produção deve atingir 800 mil barris por dia em duas semanas e 1 milhão de bpd em um mês.

A Líbia continua isenta de cortes de produção pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+), segundo o Valor Econômico.

Outro driver para o mercado de petróleo foi a sinalização da Baker Hughes, nos EUA, sobre o número de poços e plataformas de petróleo em atividade no País. Conforme a publicação, o salto foi de 205 para 211 na semana passada.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade


Sobre o autor