Agronegócio

Mercado de carne bovina cresceu 20,8% em 2020 movimentando R$747 bilhões

Por Fast Trade
28 julho 2021 - 14:59 | Atualizado em 28 julho 2021 - 16:13
carne bovina

O mercado de carne bovina registrou um crescimento de 20,8% em 2020, chegando a movimentar cerca de R$747 bilhões no período.

Estes dados foram obtidos através do estudo Beef Report realizado pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) e pela Apex Brasil.

Impulsionado pela forte demanda por proteína, o faturamento da agropecuária avançou 40,3% na mesma base de comparação, para R$178,2 milhões. No ano passado, o país abateu 41,5 milhões de cabeças de gado, contabilizando um forte aumento, mesmo na pandemia.

Como resultado, os frigoríficos nacionais registraram um faturamento de R$179 bilhões, sendo que, só as exportações representaram R$44 bilhões, em um salto anual de 8%.

+ Estratégia na alocação de recursos – Baixe agora!

De acordo com a Abiec, os embarques de proteína bovina somaram 2,69 milhões de toneladas, ante 2,49 milhões em 2019, evidenciando o potencial do setor.

“Esse aumento se deve não apenas ao número de países de destino, que passou de 154 para 157, mas também ao aumento do volume de carne destinada a mercados já consolidados, como a China, cujo volume exportado aumentou em 127% entre 2019 e 2020” – explicou o relatório.

Ao mesmo tempo, a receita com vendas de carne bovina e outros subprodutos no varejo totalizou R$204,65 bilhões e houve a comercialização de 7,6 milhões de toneladas do produto no mercado interno.

Avaliação do cenário econômico e da contribuição do setor no Brasil

Segundo a Abiec, em função da queda de 4,7% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2020, a representatividade da pecuária de corte aumentou de 8,4% em 2019, para 10% em 2020.

Acima de tudo, este é o maior percentual de participação do setor na economia desde 2010, no início da série histórica de avaliação.

Desse modo, após muitas discussões sobre qual seria o tamanho real do rebanho do país, o Beef Report mostrou que não há como abrigar mais de 250 milhões de cabeças de gado no território.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

“A partir dos dados oficiais do Brasil e de diversos outros estudos conduzidos pela iniciativa privada, cada vez mais se aceita que o rebanho brasileiro esteja próximo dos 175 milhões a 180 milhões de cabeças de gado, podendo oscilar até 190 milhões em alguns meses do ano” – informou o relatório.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Mercado de carne bovina cresceu 20,8% em 2020 movimentando R$747 bilhões

Leia também:

Bolsa brasileira avança de olho nos balanços e na decisão do Fed; dólar cai

Lucro da Weg avança 120% e alcança R$1,13 bilhão no 2º trimestre

Santander Brasil bate o lucro e atinge a melhor leitura de eficiência na história


Sobre o autor