HomePolítica

Medida que reestruturou ministérios deve manter Coaf no Ministério da Justiça, diz relator da MP

Por Eloiza Amaral
06 maio 2019 - 16:43
Congresso estuda usar CPI para investigar envolvimento de Moro com procuradores do MPF

Após reunião com o ministro Sérgio Moro nesta segunda feira (6), o líder do governo no Senado e relator da medida provisória que reestruturou os ministérios, o senador Fernando Bezerra (MDB-PE), afirmou que o Coaf continuará sobre a jurisdição do Ministério da Justiça de Sergio Moro.

O Coaf atua com a parte de inteligência financeira do governo, e uma de suas funções é examinar e identificar possíveis práticas de lavagem de dinheiro, corrupção e financiamento do terrorismo, e notificar as autoridades competentes através de relatórios.

“A gente vai manter o Coaf no Ministério da Justiça no nosso relatório. Agora é evidente que precisa fazer um trabalho de convencimento, de mobilização para que nessa matéria, que certamente será destacada no plenário da comissão, o governo possa construir a maioria para a manutenção do Coaf no Ministério da Justiça”, disse o senador.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

Além do Coaf, também está em discussão o retorno da Funai para o Ministério da Justiça e a transferência dos processos de registros sindicais da pasta para o Ministério da Economia.

Bezerra afirmou que estes pontos serão discutidos hoje às 17h, em uma reunião com o ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, depois de ouvir lideranças partidárias.

A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) continuará com o Ministério das Relações Exteriores, e a demarcação da terra da Funai permanecerá como função do Ministério da Agricultura.


Sobre o autor