EmpresasHome

Magazine Luiza cresce 29% no 3º trimestre e vê seu lucro chegar a R$ 119,6 milhões

Por Felipe Bevilacqua
06 novembro 2018 - 11:12
Magazine Luiza CBA

Magazine Luiza (MGLU3) – resultado do terceiro trimestre de 2018

A Magazine Luiza divulgou ontem (05), após o fechamento do pregão, os números do terceiro trimestre. O resultado foi bom e veio acima do esperado em termos de receita líquida e lucro líquido.

O principal destaque positivo ficou com o crescimento das vendas mesmas lojas físicas de 16,3 por centro no período e o forte crescimento de 55 por cento nas vendas de varejo eletrônico. Tais pontos impulsionaram as vendas totais, que cresceram 30 por cento.

Já o destaque negativo ficou com a queda na margem Ebitda. Uma redução de mais de 1 ponto percentual na margem em relação ao mesmo período de 2017.

E Eu Com Isso?

Esperamos impacto positivo no preço das ações da Magazine Luiza (MGLU3) no curto prazo.

Devido ao forte crescimento do marketplace, o varejo eletrônico aumentou a sua participação para 36 por cento do total das vendas (GMV) no trimestre (33 por cento no segundo trimestre). A empresa inaugurou 29 novas lojas físicas no trimestre, uma aceleração em comparação com períodos anteriores.

Desta forma, a empresa apresentou forte crescimento da receita líquida, que totalizou 3,7 bilhões reais, aumento de 28,5 por cento em relação ao mesmo período de 2017. A margem bruta foi de 29,7 por cento, queda de 1,2 ponto percentual em relação ao terceiro trimestre de 2017, reflexo do aumento dos gastos relacionados às vendas e também com a logística de entrega.

O Ebitda somou 279 milhões de reais, crescimento de 11,4 por cento em relação ao terceiro trimestre de 2017. A margem Ebitda sofreu uma redução considerável e agora está de 7,6 por cento (8,8 por cento no terceiro trimestre de 2017), reflexo dos maiores gastos com logística, marketing e também em função da maior quantidade de promoções no período.
Na última linha, o lucro líquido da Magazine Luiza somou 119,6 milhões de reais no trimestre.

A companhia obteve um alto retorno sobre o capital investido (ROIC) de 31 por cento no trimestre.

Leia também:

Exterior positivo e resultados da Petrobras podem fortalecer Ibovespa

Recorde em produção e desvalorização do Real favorece exportações agro

 


Sobre o autor