Empresas

Lucro líquido da Simpar cresceu 160% no 4T21 totalizando R$ 215 milhões

Por Fast Trade
24 fevereiro 2022 - 12:55 | Atualizado em 24 fevereiro 2022 - 14:01
Simpar

A Simpar divulgou os resultados corporativos do quarto trimestre de 2021 informando um crescimento de 160,9% no lucro líquido, para R$ 215 milhões. No período, a receita líquida contabilizada foi de R$ 4,138 bilhões, em um salto de 56,6%, em comparação ao mesmo intervalo de 2020.

“A empresa está preparada para iniciar um novo ciclo de crescimento” – explicou o presidente da holding, Fernando Simões. Vale lembrar que o grupo engloba as companhias JSL, Movida e Vamos.

+ Guia completo sobre investimentos em fundos multimercados

Ao mesmo tempo, a receita líquida de serviços somou R$ 3,307 bilhões, o que equivale a um incremento de 58,1% frente ao quarto trimestre do ano anterior. A receita líquida de vendas também teve um desempenho positivo, crescendo 49,2% de outubro a dezembro, no total de R$ 831,8 milhões.

Ao longo de 2021, o lucro líquido atribuído aos controladores chegou a R$ 822,3 milhões, atingindo um patamar recorde, seguido de um salto anual de 115%. A Simpar também fechou o ano com uma situação bastante confortável de caixa e endividamento, com aplicações financeiras totais de R$ 2,95 bilhões.

Em contrapartida, a dívida líquida fechou dezembro perto de R$ 2,6 bilhões, sendo que as obrigações de curto prazo representam apenas R$ 280,5 milhões. O endividamento global, contudo, teve um salto para 4,3 anos de prazo médio em 2020, alcançando 8 anos no final do ano passado.

Estratégia para expansão e visão de longo prazo da Simpar

O grupo explicou que sua estratégia para assegurar uma expansão saudável foi antecipar as captações, visando se antecipar à volatilidade prevista em 2022. Desse modo, no ano passado, as operações da empresa no mercado de capitais somaram R$ 21 bilhões, entre emissão de novas dívidas e ofertas de ações.

“Isso nos deixa muito leves para direcionar a geração de caixa deste ano para o crescimento. A empresa já fez praticamente todo o dever de casa. E o que ficou por fazer, vamos resolver por meio de transações bilaterais com nossos bancos de relacionamento” – disse o vice-presidente do grupo, Denys Ferrez.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Acima de tudo, o executivo está otimista quanto ao crescimento em diferentes frentes de negócios, considerando que os investimentos realizados no passado e que o impacto dos recursos aportados em 2021 trará efeitos ao longo deste ano.

Isto porque, o planejamento inicial é investir mais, aplicando entre R$ 10 e R$ 12 bilhões em 2022, com a maior parte concentrada no segmento de locação através da aquisição de novos ativos, como caminhões, equipamentos e carros.

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

 

Leia também:

Azul reporta prejuízo líquido de R$ 945,7 milhões no 4T21, revertendo lucros anteriores

Ambev informa resultados do 4º trimestre com baixa de 45,6% nos lucros


Sobre o autor