Empresas

Lucro líquido da Alpargatas (ALPA4) cresce no 2T20; o da Iguatemi (IGTA3) encolhe

Por Fast Trade
05 agosto 2020 - 07:00 | Atualizado em 05 agosto 2020 - 07:32
Sob o alerta de Pandemia, Ibovespa desaba e sofre 2º circuit breaker da semana

A bateria de resultados corporativos segue ganhando tração. Acompanhe a seguir os números da Alpargatas (ALPA4), dona de marcas como Havaianas, e da Iguatemi (IGTA3).

Alpargatas (ALPA4)

Dona da Havaianas, a Alpargatas (ALPA4) apurou lucro líquido consolidado de R$ 44,5 milhões no segundo trimestre de 2020, alta de 53,1% frente ao 2T19.

Baixe gratuitamente: Análise Técnica de ações e futuros

De acordo com o presidente do grupo, Roberto Funari, esse avanço é atribuído à redução de despesas administrativas e aumento da receita por par vendido.

Ademais, o CEO da Alpargatas mencionou o desenvolvimento dos canais digitais, onde as vendas de Havaianas cresceram +205% no 2T20. Apenas em junho o crescimento foi de +222%, resultado do alto retorno dos investimentos em marketing de performance, inovações e performance da cadeia de suprimentos.

Baixa gratuitamente o relatório especial sobre os Fundos Imobiliários

Na mesma base de comparação, o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa cresceu 28,1%, para R$ 132,2 milhões.

Por sua vez, a receita líquida da Alpargatas (ALPA4) somou R$ 680,5 milhões no trimestre, um declínio de 19,6% em relação a abril/maio/junho de 2019.

Nesse contexto, a companhia destacou principalmente o crescimento de Havaianas Internacional, impulsionado pela variação cambial, força da marca e performance operacional da cadeia de suprimentos.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade

Em contrapartida, a redução de volume de Mizuno e Osklen entre abril/maio, bem como a de Havaianas Brasil em abril, impactaram negativamente a evolução do trimestre.

Por fim, suas ações preferenciais (ALPA4) estavam cotadas a R$ 29,28 em 30/06/2020, e as ações ordinárias (ALPA3) a R$ 24,81.

Os valores mostram uma valorização de 26,4% e 27,5%, respectivamente, sobre os preços que eram praticados em 31 de março de 2020, final do 1T20.

Baixe agora: O que ninguém conta sobre os investimentos em ações

Iguatemi (IGTA3)

Ao contrário da Alpargatas (ALPA4) que viu seu lucro crescer entre abril, maio e junho, a Iguatemi (IGTA3) reportou uma queda de 23% no período.

Segundo a companhia, o impacto do coronavírus se estendeu para o segundo trimestre com ainda mais força, derrubando o lucro para R$ 46,2 milhões.

Baixe agora: Guia completo para obter sucesso nos investimentos na Bolsa

Ademais, as vendas do grupo que administra shopping centers voltados às classes mais abastadas atingiram R$ 603,6 milhões, decréscimo de 82,8% em relação ao 2T19.

Já a receita líquida atingiu R$ 160,9 milhões, recuo de 14,3% na mesma base de comparação.

Por sua vez, o Ebitda, que representa o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, chegou a R$ 114,9 milhões, um recuo de 16,5%.

Baixe agora: Clube de investimentos – Tudo o que você precisa saber

Quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade


Sobre o autor