Empresas

Lucro dos grandes bancos cresce 52,8%

Por Fast Trade
19 maio 2021 - 10:00 | Atualizado em 19 maio 2021 - 10:13
ações bancárias; grandes bancos

Um levantamento realizado pelo Valor Econômico indicou que os dez maiores bancos do país, em termos de carteira de crédito, estão se recuperando da pandemia.

+ Carteira Recomendada de Maio

Baseado em informações de Itaú Unibanco (ITUB4), Banco do Brasil (BBAS3), Caixa Econômica, Bradesco (BBDC4), Santander (BCSA34), BNDES, Safra, BV, BTG Pactual (BPAC11) e Banrisul (BRSR6), o estudo indicou que as instituições monetárias estão lidando com o cenário adverso melhor do que se esperava em março do ano passado.

Nesse sentido, o lucro líquido dos dez bancos chegou a R$ 38,6 bilhões no primeiro trimestre do ano corrente.

A cifra representa alta de 52,8% na comparação com o mesmo período de 2020, quando o país começava a sentir os impactos da pandemia. Vale destacar que a performance foi impulsionada pela queda nas provisões de crédito, conforme destacou o Valor.

Conforme o levantamento realizado pelo Valor, a carteira de crédito dos grandes bancos registrou uma expansão de 8,9%, somando R$ 4,2 trilhões.

Assim sendo, os próximos desafios se concentram na recuperação das receitas de prestação de serviços, sobretudo porque já vinham pressionadas antes das medidas de isolamento social, devido ao aumento da concorrência.

+ Guia Completo de como ter sucesso no Day Trade

Além disso, o levantamento concluiu que as despesas cresceram bem abaixo da inflação. “Sem dúvida o pior da crise ficou para trás”, declarou o analista de bancos do UBS BB, Thiago Batista. Segundo ele, “a inadimplência, mesmo com uma normalização ao longo deste ano, vai ficar muito abaixo do que se esperava”.

Margem financeira dos grandes bancos

Surpreendentemente, a margem financeira das instituições bancárias começou a dar sinais de melhora no primeiro trimestre de 2021.

Em suma, o indicador reflete principalmente as operações de crédito e as de tesouraria. De acordo com o Valor, a respectiva área cresceu forte em bancos como Itaú e Bradesco.

A recuperação, por sua vez, acontece após o impacto em 2020 pressionado pela queda das taxas de juros, assim como pelo impacto de linhas emergenciais do governo, que conta com spreads mais baixos.

Por fim, continue acompanhando o portal Fast Trade e fique por dentro da performance dos grandes bancos listados no Ibovespa.

E por falar nessas instituições, a Economatica informou que o lucro consolidado (em valores nominais) de Bradesco, Itaú, Banco do Brasil e Santander no 1T21 foi o segundo maior já registrado em um primeiro trimestre (R$ 18,6 bilhões, +35,2% A/A).

+ Relatório: alocação de recursos

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade.

Leia também: Como o mercado se posiciona para a abertura desta quarta-feira, 19 de maio


Sobre o autor