Empresas

Lucro da Taesa (TAEE11) disparou 194,7% no 4T20; empresa vai pagar dividendos

Por Fast Trade
04 março 2021 - 10:00 | Atualizado em 04 março 2021 - 10:22
Taesa (TAEE3; TAEE4; TAEE11)

Apesar das adversidades trazidas pela pandemia de covid-19, a Taesa (TAEE3; TAEE4; TAEE11) reportou um sólido resultado em 2020. Nos últimos três meses do ano, por exemplo, a Companhia apresentou lucro líquido de R$ 829,0 MM, alta de +194,7% ante o 4T20.

+ Derivativos – O guia definitivo para começar a investir: confira!

Como resultado, o lucro consolidado de 2020 foi de R$ 2.262,9 MM, montante +104,6% maior quando comparado a 2019. Vale destacar que esse foi o primeiro resultado anual divulgado pela nova diretoria da empresa de transmissão de energia elétrica.

Acima de tudo, esses saldos positivos foram puxados por maiores índices macroeconômicos registrados entre os períodos comparados.

Nesse sentido, destaca-se o IGPM, com reflexo na receita de correção monetária (4T20: +R$ 458,0 MM e 2020: +R$ 843,3 MM);

Além disso, a Taesa apresentou maiores investimentos nos empreendimentos em construção com impacto positivo na margem de implementação de infraestrutura da Companhia (4T20: +R$ 123,5 MM e 2020: +R$ 192,6 MM).

Veja mais detalhes do resultado IFRS e descubra como os efeitos acima, entre outros, foram compensados.

Receita e Ebitda

As receitas do grupo ficaram em R$ 1,17 bilhão entre outubro, novembro e dezembro, isto é, +148,5% na comparação anual. Assim sendo, as receitas anuais da Taesa somaram R$ 3,56 bilhões em 2020, crescimento de 93,5% sobre 2019.

O Ebitda, por sua vez, também denominado lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização, foi de R$ 302 milhões no 4T20. Esse resultado é 17% maior do que o apurado no quarto trimestre de 2019.

Do mesmo modo, a margem Ebitda cresceu na passagem do 4T19 para o 4T20, de 76,1% para 78,9%. Já a variação do Ebitda foi de 9,4% entre 2019 e 2020, passando de R$ 1.394,2 para R$ 1.524,8.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: baixe gratuitamente!

Proventos da Taesa

Em 2020, a Taesa pagou R$ 1.044,4 MM (R$ 3,03/Unit) em proventos: R$ 811,8 MM (R$ 2,36/Unit) em dividendos intercalares e R$ 232,7 MM (R$ 0,68 / Unit) em JCP.

Já a distribuição do valor remanescente de R$ 561,9 MM (R$ 1,63 / Unit), a ser distribuído a título de dividendos adicionais propostos, recebeu ontem a aprovação do Conselho de Administração da Taesa.

“Isso nos deixa em uma posição bastante favorável em termos de distribuição de dividendos dentro do mercado acionário brasileiro”, disse o presidente da Taesa, André Moreira.

Se por um lado a taxa de dividendos das principais empresas distribuidoras de dividendos gira em torno de 9% a 10%, na Taesa “estamos falando de uma taxa de retorno de 15,3%.

A proposta de distribuição dos dividendos adicionais, contudo, ainda será submetida à deliberação da Assembleia de Acionistas. Se aprovado, o dividend payout será de 71,0% do lucro líquido reportado pela empresa de transmissão.

+ Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade: baixe gratuitamente!

Plano de expansão da Taesa

Em relação ao plano de expansão da companhia de transmissão, o presidente André Moreira afirmou que, a princípio, a ideia é manter, nos próximos anos, investimentos similares aos de 2020, que somaram R$ 1,5 bilhão.

Na comparação com 2019, os investimentos de 2020 tiveram um incremento de mais de 110%. O montante também representa cerca de 60% do investimento total operado nos projetos de 2014 até o momento.

Em seu release de resultados, a Taesa destacou que ainda há boas expectativas de entregar alguns projetos já em 2021. Por fim, acompanhe o portal Fast Trade para mais destaques das empresas listadas na B3.

+ Guia do Investidor Iniciante: acesse o material gratuito

Leia também:

Recessão na zona do euro e mais dados da economia global

Indicadores econômicos: PMI composto do Brasil e mais


Sobre o autor