Política

Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2021 é sancionada

Por Fast Trade
03 janeiro 2021 - 12:13 | Atualizado em 04 janeiro 2021 - 08:00
Jair Bolsonaro se reuniu para iniciar o planejamento de transição de mandato

O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2021 foi sancionado na quinta-feira (31/12/2020) pelo presidente Jair Bolsonaro. Tradicionalmente, o dispositivo é usado na definição das metas e prioridades do governo para o próximo ano.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

A LDO guia a elaboração da lei orçamentária anual, mas também fixa limites para os orçamentos dos poderes, bem como do Ministério Público.

Em contrapartida, o governo apenas poderá executar parte da previsão orçamentária (1/12) a cada mês sem a lei definitiva. Isso se dá porque 2020 acabou sem que a Lei Orçamentária Anual (LOA) fosse definida, conforme reportagem do Valor Investe.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

Em meio a sucessão da Mesa Diretora da Câmara, o debate sobre o tema ficou para 2021.

A princípio e desconsiderando os juros da dívida pública, a nova meta fiscal indica déficit de R$ 247,1 bilhões para o Governo Central.

Ademais, de acordo com as estimativas constantes da Lei de Diretrizes Orçamentárias, é esperado um crescimento real do PIB em 3,2%. Do mesmo modo, o IPCA cresceria 3,2% em 2021, seguidos da taxa Selic em 2,1%.

Por fim, a taxa de câmbio média foi fixada em R$ 5,3/US$, de acordo com a Agência Brasil.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Antes de mais nada, leia outras notícias não relacionadas com a Lei de Diretrizes Orçamentárias:

Mesmo na pandemia, Ibovespa fecha 2020 com valorização de 3%

Em segundo lugar, veja alguns destaques agro:

PL dos Fundos de Investimento para a agropecuária avança na Câmara

Agronegócio não emplaca na safra de IPOs em 2020


Sobre o autor