Mercados

Juros, commodities e migração dos fluxos de capital podem amparar os ativos locais

Por Fast Trade
02 março 2022 - 07:14 | Atualizado em 02 março 2022 - 07:49

No cenário global, a guerra entre Rússia e Ucrânia aumenta o nível de incerteza dos mercados e justifica a aversão ao risco. No Brasil, contudo, analistas afirmam que juros e commodities devem amparar os preços dos ativos. Além disso, fluxos de capital que iriam para a Rússia podem migrar para outros emergentes, como o mercado local.

De acordo com Marcos Mollica, gestor do Opportunity Total Master, os ativos brasileiros ainda não foram tão afetados. Segundo ele, o movimento tem a ver com a política do Banco Central que colocou os juros muito à frente do nível internacional.

+ Guia completo sobre investimentos em fundos multimercados

As outras autoridades monetárias terão, agora, que lidar com o cenário inflacionário com pressões recessivas sobre as economias, o que as coloca num dilema. Por aqui, o gestor acredita que a Selic não será aumentada, mas deve ficar em níveis mais altos por mais tempo, algo entre 12,5% e 13% até o final do ano.

Neste momento, por exemplo, as taxas de juros dos Estados Unidos de curto prazo estão em queda porque o mercado aposta em ações mais cautelosas do Federal Reserve (FED). Dessa maneira, a diferença entre os juros aumenta.

Ademais, o capital estrangeiro está pouco posicionado no Brasil, o que diminui os efeitos negativos, e as commodities tendem a ter valorização. “A alta das commodities e o aumento do diferencial de juros são um colchão para o Brasil”, disse Mollica.

Migração dos fluxos de capital

Já Luiz Eduardo Portella, sócio-fundador da Novus, as sanções impostas à Rússia devem fazer migrar parte do capital de investimento em emergentes do país para o Brasil. Ele ressalta, também, a valorização das commodities e aponta, ademais, a troca de posições de empresas de crescimento para papéis de valor.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Como o ambiente é de ampla incerteza, o agravamento da situação, bem como o posicionamentos dos Bancos Centrais ao redor do globo pode mudar os fluxos de capital.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então assine a Fast Break e receba as notícias mais relevantes do momento!

Juros, commodities e migração dos fluxos de capital podem amparar os ativos locais

Leia também:

Bitcoin recupera o patamar de US$ 44 mil refletindo o aumento nas tensões na Ucrânia


Sobre o autor