Economia

IPCA avança 1,06% em abril, maior alta desde 1996; alimentação e gasolina são destaques

Por Fast Trade
11 maio 2022 - 09:53 | Atualizado em 11 maio 2022 - 11:51
IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) registrou alta de 1,06% em abril depois de um aumento de 1,62% no mês anterior. Dessa maneira, o resultado é o maior para o mês desde 1996, quando o indicador atingiu 1,26%. A inflação oficial em 12 meses totalizou 12,13%, a maior taxa desde 2003. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

+ Guia Completo de como ter sucesso no Day Trade

De acordo com as expectativas coletadas pelo Valor, o mercado esperava o avanço do IPCA entre 0,60% e 1,24%, com mediana de 1%. Para a variação de 12 meses, o intervalo de projeções era de 11,96% e 12,33%, com mediana de 12,06%.

O destaque no mês veio do grupo ‘Alimentação e Bebidas’ com alta de 2,06% e impacto de 0,43 ponto percentual no índice. Já ‘Transportes’ ficou em segundo lugar com um avanço de 1,91% e impacto de 0,42 ponto percentual no IPCA.

Inflação por itens

Entre os itens tiveram alta sobretudo consumo no domicílio (2,59%) e leite longa vida (10% e impacto de 0,07 ponto percentual no índice). Além disso, houve expansão na batata-inglesa (18,28%), tomate (10,18%), óleo de soja (8,24%), pão francês (4,52%) e carnes (1,02%).

Ao mesmo tempo, entre os itens do grupo de ‘Transportes’ destaque principalmente para o preço dos combustíveis com elevação de 3,20% e influência em 0,25 ponto percentual no indicador. A gasolina somente teve alta de 2,48%.

+ Qual é o melhor ativo para operar Day Trade: Confira detalhes neste vídeo!

“A gasolina é o subitem com maior peso no IPCA (6,71%), mas os outros combustíveis também subiram. O etanol subiu 8,44%, o óleo diesel, 4,74%, e ainda houve alta de 0,24% no gás veicular”, disse André Almeida, analista da pesquisa.

O único grupo com variação negativa em abril foi ‘Habitação’. O resultado foi impulsionado pela contração dos preços da energia elétrica em 6,27%. Tal movimento foi em virtude de fim da bandeira tarifária escassez hídrica na metade do mês. Por outro lado, os itens gás de botijão (3,32%) e gás encanado (1,38%) tiveram variação positiva.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então assine a newsletter Fast Break e receba as notícias mais relevantes do momento!

IPCA avança 1,06% em abril, maior alta desde 1996; alimentação e gasolina são destaques

Leia também:

Brasil assina acordo para agilizar desembaraço de importação e exportação de cargas


Sobre o autor