Economia

IPC-S avança 0,41% na segunda leitura de maio; índice mostra desaceleração da inflação

Por Fast Trade
16 maio 2022 - 10:00 | Atualizado em 16 maio 2022 - 12:23
IPCA-15 superar consenso

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ficou em 0,41% na segunda leitura de maio. Na primeira leitura do mês, o indicador havia registrado 0,83%. Na mesma semana em abril, o IPC-S marcou 1,84%. O indicador de inflação acumula 10,17% nos últimos 12 meses e os dados foram publicados pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

+ Saiba o porquê é importante utilizar a análise gráfica em suas operações!

A trajetória, portanto, é de queda e a expectativa de encerrar o mês em 0,30% deve ser concretizada, segundo Paulo Picchetti, coordenador do índice. “Ao que tudo indica, a gente vai conseguir essa boa desaceleração no fechamento do mês. Tudo que aconteceu até agora foi dentro dessa trajetória”, disse.

Indicador por grupos

Do total de oito classes de despesas, cinco tiveram desaceleração. O destaque partiu, sobretudo, do grupo ‘Habitação’ que teve variação de -1,69% na leitura anterior e agora registrou -2,98%. O item de maior peso no grupo foi ‘eletricidade residencial’ com -15,45% contra os -10,78% da última leitura.

Outros grupos com desaceleração em relação à primeira semana foram: Transportes (1,53% para 1,10%), Alimentação (1,59% para 1,19%), Comunicação (-0,04% para -0,13%) e Saúde e Cuidados Pessoais (1,29% para 1,21%).

Dentro dos grupos, os itens que se destacaram: gasolina (1,94% para 0,68%), hortaliças e legumes (6,62% para 1,59%), tarifa de telefone residencial (1,18% para 0,67%) e medicamentos em geral (4,28% para 3,74%).

+ Guia completo para ter sucesso investindo na Bolsa de valores: Baixe agora!

Por outro lado, os grupos que tiveram variação positiva no mesmo período foram: Educação, Leitura e Recreação (3,36% para 3,75%), Vestuário (1,09% para 1,19%) e Despesas Diversas (0,59% para 0,70%). Isso com destaque para as passagens aéreas (17,76% para 19,60%), que registraram a maior variação.

Embora tenha ocorrido uma ampla desaceleração, Picchetti disse que a dinâmica ainda é preocupante. O índice de difusão do indicador teve alta de 77,1% na leitura ante os 76,8% da semana anterior. “Ainda é um nível alto para se pensar na ideia de uma inflação realmente controlada”, afirmou.

Quer saber como é a alta performance em operações utilizando a plataforma de negociação mais ágil do Brasil? Então cadastre-se no Fast Trade e tenha 7 dias de teste grátis.

IPC-S avança 0,41% na segunda leitura de maio; índice mostra desaceleração da inflação

Leia também:

Ibovespa está excessivamente descontado, mas ainda não há sinais de melhora


Sobre o autor