HomePolítica

Investigações da PF apontam envolvimento de ministro do Turismo em esquema de desvio de dinheiro

Por Eloiza Amaral
05 abril 2019 - 11:51

Segundo informações divulgadas pelo jornal Folha de S. Paulo nesta sexta feira (5), após investigação a Polícia Federal descobriu a participação do ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antônio do PSL, em um esquema de laranjas colocado em prática nas eleições de 2018 em Minas Gerais.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

O ministro nega sua participação, mas a polícia aponta que ele recebeu dinheiro através de candidatas inexistentes. Na época, Marcelo Álvaro era presidente do diretório do PSL no Estado no período eleitoral e teria desviado verbas públicas destinadas à estas falsas campanhas para empresas que tinham alguma ligação com o seu gabinete da Câmara dos Deputados.

É comum que partidos enviem dinheiro do fundo para arcar com a campanha de candidatas mulheres afim de cobrir a cota de gêneros. Contudo, deste total, R$85 mil foram destinados oficialmente para as contas de 4 empresas de assessores, parentes ou sócios de assessores do ministro

Todas as provas, em documentos, áudios, e depoimentos levam ao ministro. No entanto, as investigações, que ocorrem em segredo de justiça, ainda buscam apontar o grau de envolvimento de Marcelo nos crimes.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

O presidente Jair Bolsonaro já está a parte dos acontecimentos, e declarou que a situação causa certo incômodo no governo.

No início do ano, o ministro tentou levar as investigações do caso ao Supremo Tribunal Federal (STF) em razão da prerrogativa de possuir foro privilegiado. Por fim, o ministro Luiz Fux rejeitou o pedido.


Sobre o autor