Economia

Inflação medida pelo IPC-S foi de 1,00% em março

Por Fast Trade
06 abril 2021 - 07:00 | Atualizado em 06 abril 2021 - 07:29
Bateria de indicadores; inflação

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) registrou inflação de 1% em março, acima do 0,54% de fevereiro. Como resultado, o indicador medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV) já acumula alta de 6,11% nos últimos 12 meses.

+ Guia do Investidor Iniciante

No total, três das oito classes de despesa componentes do IPC-S viram suas respectivas taxas de variação declinarem.

Acima de tudo, o grupo Transportes (4,11% para 3,89%) foi o principal responsável pela inflação do mês de março. Nesse sentido, cabe destacar a performance do item gasolina, por exemplo, cuja taxa passou de 11,66% para 11,05%.

Assim também, a FGV apontou o grupo de despesa Habitação, que, por sua vez, registrou inflação de 0,75% no período. Entre os destaques do grupo de despesas está o preço da tarifa de eletricidade residencial (1,02%).

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Outros grupos de despesas com alta de preços foram: Despesas Diversas (0,21% para 0,22%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,43% para 0,57%).

Já o grupo Vestuário passou de uma variação negativa (-0,02%) para 0,11%, assim como a Comunicação (de -0,05% para 0,01%)

Entre os componentes do IPC-S que registraram decréscimo em suas taxas de variação estão os seguintes grupos: Educação, Leitura e Recreação (-0,07% para -0,37%) e Alimentação (0,13% para 0,03%).

A inflação calculada pelo indicador, medido pela FGV, toma como base os preços coletados em sete capitais: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife e Salvador.

Por fim, acesse aqui o Press Release e veja mais sobre a inflação medida pelo IPC-S.

+ Guia completo para obter sucesso nas operações de Day Trade

IPC-Fipe avançou 0,71% em março

A agenda econômica desta semana se volta para diversos indicadores de inflação, como o Índice de Preços ao Consumidor (IPC).

+ Derivativos: o guia definitivo para começar a investir

De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), o indicador que mede a inflação na cidade de SP avançou 0,71% em março.

Assim sendo, o indicador acumulou inflação de 1,81% nos três primeiros meses do ano corrente. Já nos 12 meses até março, a alta acumulada foi de 6,99%, conforme mostra o IPC-Fipe.

Leia também: Vale dispara 6% com anúncio de recompra de ações e otimismo com minério


Sobre o autor