EmpresasHome

Indústrias Romi: recuo geral no desempenho afeta lucro do 4T19, mas encomendas crescem

Por Bruna Santos
12 fevereiro 2020 - 10:54

Puxado pelo recuo geral no desempenho da Indústrias Romi (ROMI3), a companhia findou o quarto trimestre de 2019 com lucro líquido de R$ 19,066 milhões, mostrando um considerável recuo para o indicador de 9,4% sobre o mesmo período do ano anterior.

Na comparação com o terceiro trimestre, do mesmo ano, o recuo foi ainda mais acentuado e chegou aos 31,6%.

Nesse sentido, sua receita líquida somou R$ 230,4 milhões e contraiu 6,6% sobre os últimos três meses de 2018.

Além disso, o lucro operacional da Indústrias Romi foi ainda mais pressionado, com queda de 25%, para R$ 22,4 milhões.

De acordo com o press release da líder nacional nos mercados de Máquinas-ferramenta e Máquinas para Processamento de Plásticos, outro número caro aos analistas foi o Ebitda.

Esse indicador da produtora de Fundidos e Usinados também registrou forte queda (-18,5%), e fechou dezembro em R$ 31,123 milhões.

A contração também foi percebida na comparação com o terceiro trimestre (-12,4%).

Embora boa parte dos resultados sejam negativos, houve saldo positivo no trimestre da Indústrias Romi como, por exemplo, o crescimento de encomendas sobre as máquinas e equipamentos. No quarto trimestre, os novos pedidos chegaram a marca dos R$ 185,2 milhões (+19,5% sobre o mesmo período do ano passado), o que promete um faturamento futuro.

Portanto, a carteira total de pedidos (novos, mais os antigos) contabilizou R$ 304,9 milhões (+9,7% na comparação anual).

Acesse para baixar todo o material, incluindo release e demonstração financeira que será usada na Teleconferência desta quarta-feira (12).


Sobre o autor