HomeMercados

Índices europeus fecham com desempenhos mistos em atenção ao Brexit e às negociações EUA-China

Por Pablo Vinicius Souza
06 março 2019 - 17:30
Bolsas da Europa terminam a semana em queda alarmadas por sinais de crise econômica

Os principais índices europeus encerraram o pregão desta quarta-feira (06) apresentando desempenhos mistos, em atenção aos desdobramentos do Brexit e à guerra comercial entre Estados Unidos e China. O pan-europeu Stoxx 600 declinou 0,04%, aos 375 pontos, com a queda de 0,62% nas ações do setor automobilístico pressionando o mercado.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Em contrapartida, a desvalorização da Libra ajudou a impulsionar as companhias exportadoras do Reino Unido, sustentando, em parte, os ganhos dos índices. O FTSE 100, de Londres, subiu 0,17%, aos 7.196 pontos, com as mineradoras Antofagasta (+1,55), BHP (+1,23%), Angloamerican (+1,07%) e Rio Tinto (+0,82%) liderando as altas da sessão.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

Temores voltaram a ressoar no acordo de divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia. Existe uma possibilidade de a primeira-ministra britânica, Theresa May, não obter as concessões necessárias que rechear seu acordo para o Brexit, visando aprová-lo junto ao Congresso na semana que vem. E caso não haja aprovação, a premiê deverá apresentar propostas para uma saída sem acordo ou adiamento da separação, cuja data final será 29 de março.

Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

O avanço do diálogo entre Estados Unidos e China continua influenciando as expectativas do mercado. Na semana passada, Donald Trump anunciou que a negociação entre os dois países estava indo muito bem, porém, na tarde de ontem, o secretário de Estado, Mike Pompeo, declarou que o presidente americano não irá aceitar um acordo que não seja perfeito, embora a Casa Branca tenha demonstrado disposição em chegar a um entendimento mútuo.

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou

O fato pressionou os índices sensíveis ao comércio exterior, sobretudo o Alemão DAX, principal referência de Frankfurt, que desvalorizou 0,28%, aos 11.587 pontos. As ações da companhia de autopeças Schaeffler desabaram 6,23%, depois que a empresa ajustou as metas para 2020, gerando uma pressão com efeito em cascata sobre todo o segmento automotivo.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Na Bolsa de Paris, o CAC 40 recuou 0,16%, aos 20.851 pontos, com a Crédit Agricole caindo 0,58% e a Orange declinando 0,75%. Em Madri, os bancos espanhóis seguraram a alta do IBEX 35, que avançou 0,42%, aos 9.296 pontos. Santander (+1,66%), Banco de Sabadell (+1,39%) e BBVA (+1,22%) foram os destaques do dia.

Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso

 Relatório Especial: Fundos Imobiliários

CidadeÍndice05/0306/03
Toda a EuropaStoxx 600+0,15%-0,04%
FrankfurtDAX+0,24%-0,28%
LondresFTSE 100+0,69%+0,17%
 ParisCAC 40+0,21%-0,16%
MilãoFTSE Mib-0,01%+0,65%
MadriIBEX 35-0,02%+0,42%
BruxelasBEL 20-0,03%-0,97%
LisboaPSI 20+0,01%+0,39%


Sobre o autor