HomeMercados

Indicadores, impeachment e destaques da próxima semana

Por Pablo Vinicius Souza
28 setembro 2019 - 11:30

Um importante dado da agenda de indicadores da próxima semana é o relatório de emprego dos EUA, conhecido como Payroll.

A publicação está prevista para sexta-feira (4) e, segundo a Bloomberg, deve mostrar a criação de 145.000 empregos em setembro.

Outros destaques entre os indicadores estadunidenses são o PMI manufaturas, o ISM e o ADP.

Na Ásia, acontece na terça-feira, 1º de outubro, a celebração do 70º aniversário da criação da República Popular da China.

O presidente Xi Jinping realizará um discurso bastante aguardado e pode dar pistas sobre a direção política e estratégica chinesa.

Na Alemanha, dados de emprego e inflação são aguardados nos próximos dias. No Reino Unido será divulgado o PIB.

Por aqui, saem os índices de produção industrial (1), os dados de setembro do PMI manufaturas e o de serviços.

Por fim, sai o resultado fiscal consolidado de agosto e a balança comercial mensal.

Agenda política; além dos indicadores

Na semana inaugural de outubro, além dos indicadores econômicos, cresce a expectativa pelo avanço da reforma da Previdência no Senado.

O presidente da Casa, Davi Alcolumbre, garantiu a votação da matéria em 1º turno para a próxima terça-feira (1).

A votação, marcada anteriormente para a última terça-feira (24), foi adiada em razão de uma sessão do Congresso Nacional.

Segundo Alcolumbre, o atraso de uma semana não muda a programação de aprova-la. Prevê-se que a (PEC 6/2019) seja aprovada até a 1ª quinzena de outubro.

Assim também, a repercussão da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) após formar a maioria dos ministros a favor da tese de que réus delatados devem apresentar alegações finais após os réus delatores ganha destaque.

Essa tese pode anular algumas sentenças realizadas pela Operação Lava-Jato e beneficiar condenados como o ex-presidente Lula, preso desde 2016.

Ademais, a guerra comercial sino-americana chama a atenção após os EUA considerar limitar o fluxo de investimento americano na China.

O pedido de impeachment do presidente Donald Trump também segue no radar do investidor.

Para a próxima semana, boa parte dos integrantes do Termômetro Broadcast Bolsa acreditam em um desempenho positivo para o Ibovespa.

Conforme o Termômetro Broadcast, a previsão de 56,52% dos pesquisados acreditam que o índice encerrará a semana com ganho acumulado.

Na pesquisa anterior, 48% acreditava no avanço das ações nesta semana. O Ibovespa, por sua vez, apurou perda de 0,23%.


Sobre o autor