EconomiaHome

Indicadores econômicos: boletim Focus; IPC-S; índice de sentimento das empresas e mais

Por Pablo Vinicius Souza
24 junho 2019 - 10:25
Nossa agenda local de indicadores econômicos tem como destaque a divulgação da Pesquisa Mensal do Comércio de setembro do IBGE.

Na esteira de indicadores em nossa agenda doméstica, destaque a publicação do boletim Focus, pelo Banco Central.

Posteriormente, a Receita Federal divulgará o resultado da arrecadação referente a maio.

A FGV tornará público o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) e o BC trará a balança comercial semana.

Os dados preparam o mercado para a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), publicada amanhã (25).

Nos EUA, o Fed Chicago aponta índice de atividade nacional relacionado a maio e o índice de produção manufatureira de junho, pelo Fed Dallas.

Na Alemanha, o índice de sentimento das empresas recuou de 97,9 pontos em maio para 97,4 pontos em junho.

Com isso, a nação atingiu seu menor nível desde novembro de 2014, segundo pesquisa divulgada hoje pelo instituto alemão Ifo.

Este saldo ficou abaixo da projeção de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que especulavam queda de 97,6 pontos.

Quanto ao subíndice de expectativas econômicas, a Ifo indica redução de 95,2 pontos em maio para 94,2 pontos em junho.

Os mercados ainda se preparam para uma semana de importantes eventos internacionais.

Começa na sexta-feira (28) a cúpula do G20, no Japão, onde o presidente Donald Trump e Xi Jinping se reencontrarão.

Assim sendo, o presidente norte-americano sinalizou um “encontro prolongado”, paralelo ao evento, com o presidente da China.

No evento, o presidente da República, Jair Bolsonaro, será um dos três oradores principais da sessão de inovação e tecnologia.

O investidor também aguarda as aparições públicas de políticos do Federal Reserve, como o presidente Jerome Powell na terça-feira (25).

Powell discutirá as perspectivas econômicas e da política monetária dos Estados Unidos no Conselho de Relações Exteriores, em Nova York.

Semana decisiva

A semana inicia com tom decisivo: pode tanto terminar em uma lua de mel, tanto com uma grande decepção. Isso porque os dois assuntos que vem direcionando os mercados durante os últimos meses, contam com eventos decisivos. Lá fora, o aguardado encontro entre EUA e China deve ocorrer no final da semana durante o G-20 no Japão. Apesar do ânimo com as falas dos bancos centrais em reduzir os juros e aumentar os estímulos, ainda é essencial que tenhamos alguma definição em relação à guerra comercial que vem impactando o ritmo de crescimento a nível global. Por isso, o clássico “otimismo cauteloso” deve ser o norte da semana que ainda fica de olho no risco geopolítico entre EUA e Irã.

Por aqui, o evento determinante é a chance de votação do parecer do deputado Samuel Pessoa. A possibilidade de um acordo entre os deputados para a votação do texto no plenário da Câmara antes do recesso, em meados de julho, entusiasma os negócios locais. Nesse momento, o importante é que o foco e comprometimento com a votação não seja perdido em meio a possíveis ruídos políticos, já que o que não faltaram foram distrações até agora.

Por Glenda Ferreira – Especialista em Investimentos na Levante Ideias de Investimentos

Leia mais:

Moro adia ida à Câmara para explicar mensagens vazadas

As queridinhas da Bolsa sem reforma da Previdência

Congresso promete reforma tributária neste ano


Sobre o autor