Dólar e índice

INDFUT: Ibovespa futuro quebra rali e cai com tensão EUA-China; vídeo, balanços no radar

Por TradersClub
22 maio 2020 - 12:06 | Atualizado em 22 maio 2020 - 12:06

O forte rali dos ativos brasileiros de ontem foi interrompido pela escalada da tensão entre Estados Unidos e China, que agora envolve Hong Kong e derruba o Ibovespa futuro. Perto das 09h07, o índice marcava 82.765 pontos, queda de 0,58%. Lá fora, os futuros dos índices Dow Jones e S&P500 recuperam ligeiramente, com altas modestas, enquanto o futuro do Nasdaq cai. O futuro do petróleo WTI para julho, após cair 9,40%, perde 4,16%; o futuro do Brent para julho cede 3,69%.

O plano da China de impor uma lei de segurança nacional a Hong Kong, que proibiria manifestações, já gerou pequenos protestos por lá com o mercado receando que isso possa se converter em mais um argumento para a Casa Branca penalizar o gigante asiático e por em risco o acordo comercial. O Ministério de Relações Exteriores chinês já avisou: nenhum outro país tem o direito de interferir na ex-colônia britânica.

A temperatura política pode aumentar por aqui, um dia após de trégua entre os poderes, com expectativa da divulgação do vídeo, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello, que pode complicar o presidente Jair Bolsonaro. A decisão deve sair até às 17h00. Balanços e as teleconferências da Valid, às 10h00, e das Lojas Renner, às 13h00, também podem agitar o humor, antes do feriado nos EUA na segunda-feira e em São Paulo – o de 9 de Julho antecipado. A Cogna saiu de lucro para prejuízo de R$39,1 milhões no primeiro trimestre, enquanto as Lojas Renner tiveram queda de 94% no lucro e a Usiminas bateu consenso em receitas. (BL/ACS)


Sobre o autor