Ações

INDFUT: Ibovespa futuro cai com exterior; no radar, Powell, fechamento de semestre

Por TradersClub
30 junho 2020 - 09:46 | Atualizado em 30 junho 2020 - 10:09

Em dia de exterior volátil e agenda cheia, o Ibovespa futuro iniciou em queda, refletindo o fechamento de semestre.

Assim, o efeito calendário deve falar mais alto, já que o pregão promete movimentações típicas de virada de mês e trimestre.

Lá fora, os mercados oscilam entre a preocupação com a segunda onda da Covid-19 e novos dados econômicos positivos, como os PMIs da China, além de expectativas de novos estímulos à espera de audiência na Câmara de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, pelas 13h30.

Na cena corporativa, o mercado deve reagir ao aguardado balanço do IRB Brasil, que tem teleconferência às 10h00.

Nesse sentido, a resseguradora teve queda de 92% do lucro no primeiro trimestre, reapresentou dados de 2019 e estuda um aumento de capital.

Desse modo, por volta das 09h00, a Centauro comenta os resultados.

Na Ecorodovias e São Martinho, as teleconferência sobre balanços acontecem às 11h00 e 15h00, respectivamente.

Digno de nota, o BTG Pactual deve levantar R$ 2,65 bilhões em venda de units, enquanto os sócios da XP fazem oferta secundária que pode render cerca de US$1 bilhão.

Perto das 09h05, o Ibovespa futuro caía 0,66% para 95.550 pontos, sinalizando uma abertura negativa do índice. O EWZ passava a cair, 0,69%.

Ibovespa futuro cai com exterior; no radar, Powell, fechamento de semestre

Acompanhe as últimas notícias do mercado financeiro:

Risco de segunda onda da Covid-19 volta a pressionar índices

Resultado do 1T20: Tupy (TUPY3), Ecorodovias (ECOR3) e Renova Energia (RNEW4)

Alocação em ações no Brasil está acima da média, avalia o Santander


Sobre o autor