Ações

IEE: Setor elétrico deve reagir bem a planos em estudo, além de medida provisória para socorro

Por TradersClub
19 maio 2020 - 09:32

As ações das distribuidoras de energia especialmente, devem reagir bem hoje ao anúncio formal da operação que permite ao setor tomar novos empréstimos para enfrentar os efeitos econômicos da pandemia do coronavírus. De acordo com o Diário Oficial, o financiamento terá como garantia a conta de luz, mas os custos serão divididos entre consumidores e empresas do setor.

O socorro, estimado entre R$10 bilhões e R$12 bilhões, deve ajudar a cobrir custos provocados pela crise, evitando reajuste médio imediato de cerca de 12% no meio de uma onda de demissões e fechamento dos negócios. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o governo cogita “flexibilizar o uso de recursos com destinação carimbada e que não podem ser direcionados a outros fins”, em nova medida provisória.

Desde a eclosão do surto no Brasil, as medidas de isolamento levaram a uma queda na demanda por energia de quase 15%. O índice Elétrico IEE da B3 cai 0,23% no mês e 20,15% no ano. (Guillermo Parra-Bernal/ACS)


Sobre o autor