HomeMercados

Ibovespa zera as perdas e sobe com falas de Bolsonaro; dólar dispara a R$3,88

Por Pablo Vinicius Souza
07 março 2019 - 18:35
O que vai agitar os mercados nesta quinta-feira?

O pregão de hoje foi de alta volatilidade e muitas pressões vindas do exterior. O Ibovespa, que passou a maior parte do dia em queda, acompanhando as Bolsas internacionais, conseguiu desviar do mau humor generalizado e se concentrou no cenário interno, subindo otimista com as falas do presidente Jair Bolsonaro. Ele utilizou suas redes sociais defender a reforma da Previdência, afirmando que o Brasil necessita da medida aprovada para estabilizar as contas e avançar na economia.

Baixe o e-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Com isso, o benchmark da Bolsa brasileira encerrou em leve alta de 0,13%, aos 94.340 pontos e um volume financeiro de R$10,205 bilhões. O dólar comercial disparou 1,30%, sendo cotado a R$3,88, depois de atingir a máxima em R$3,90.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

A divisa americana se fortaleceu contra as principais moedas emergentes e o real brasileiro foi um dos que mais depreciou, dentre uma lista de 33 divisas globais. A busca por proteção veio após o Banco Central Europeu desistir de elevar os juros e anunciar uma nova rodada de empréstimos aos bancos, visando enfrentar a desaceleração econômica na zona do euro. A situação evidencia como as principais economias do mundo estão crescendo lentamente e sem um padrão definido, o que reascende a preocupação dos investidores.

Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

Os contratos de juros futuros encerraram próximos à estabilidade, em um dia que o mercado adotou uma postura mais cautelosa diante da intensa pressão vinda do exterior. Por enquanto, a movimentação das taxas ainda está fortemente atrelada ao cenário interno, com foco nos trâmites da Reforma da Previdência e na articulação do governo. O DI com vencimento para novembro/2019 ficou estável a 6,46%, o DI para junho/2022 caiu para 8,12% (8,13% no ajuste anterior) e o DI para dezembro/2028 recuou para 9,33% (9,38% no ajuste anterior).

Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou

As blue chips da B3 apresentaram desempenhos mistos, refletindo as nuances do mercado. Com destaque para o setor siderúrgico e a Eletrobras, que aprofundaram perdas, limitando o desempenho do índice geral.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Vale – As ações da Vale registraram ganhos expressivos, após reavaliação dos investidores sobre o afastamento dos principais executivos, incluindo o diretor-presidente, e a composição da nova equipe. A responsabilidade será grande nesta nova etapa, tendo em vista que a empresa enfrentará grandes desafios judiciais para retomar as operações.

Petróleo – Os preços do petróleo voltaram a subir nesta quinta-feira, em atenção aos cortes de produção realizados pela Opep, que culminaram na redução da oferta global. Em acréscimo, a aplicação de sanções à Venezuela e ao Irã igualmente reduziu a disponibilidade do produto no mercado. O petróleo WTI para abril avançou 0,78%, com cotação a US$56,66 o barril e o Brent para maio aumentou 0,46%, com cotação a US$62,30 o barril.

COMPANHIAS ESTATAIS
Ativo 06/03 07/03 Ativo 06/03 07/03
Petrobras (PETR3) +0,96% -0,88% Vale (VALE3) +2,80% +1,69%
Petrobras (PETR4) +0,22% +0,04% Embraer (EMBR3) +1,11% -0,31%
Eletrobras (ELET3) -1,12% -5,82% Banco do Brasil (BBAS3) -1,38% -0,34%
Eletrobras (ELET6) -0,61% -5,80% Cemig (CMIG4) -1,42% -0,65%

 Baixe o e-book: Guia completo para investimento em renda fixa

SETOR BANCÁRIO SETOR SIDERÚRGICO
Ativo 06/03 07/03 Ativo 06/03 07/03
Itaú Unibanco (ITUB3) -0,85% +2,23% Usiminas (USIM3) -0,18% -1,25%
Santander (SANB11) -1,65% +1,01% CSN (CSNA3) +9,39% -2,71%
Bradesco (BBDC3) -0,55% +0,70% Gerdau (GGBR4) 00% -1,34%

 


Sobre o autor