AçõesHome

Ibovespa sobe e bate em 94 mil com otimismo pelo cenário político; dólar avança a R$3,72

Por Pablo Vinicius Souza
14 janeiro 2019 - 12:18
Impactos do coronavírus

Depois de iniciar o pregão repercutindo o mau humor no cenário externo, o Ibovespa reverteu o quadro e ganhou força até tocar em 94 mil, renovando a sua máxima intradiária. O otimismo com os desdobramentos do governo de Jair Bolsonaro anulou os efeitos da divulgação dos dados fracos do comércio exterior da China, que devastaram os mercados internacionais. Ás 12h09 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira avançava 0,32%, a 93.957 pontos e um giro financeiro de R$2,021 bilhões.

Baixe o E-book O Guia Completo de Como Ter Sucesso Nas Operações de Day Trade

O dólar comercial avançava 0,40%, sendo cotado a R$3,72, em um dia de turbulências e agitações no câmbio. As moedas emergentes, pares do real, como a lira turca e o rand sul-africano, depreciavam frente à divisa americana, que seguia o clima de maior aversão ao risco. As expectativas pela proposta de Reforma da Previdência, que será finalizada essa semana pela equipe de governo, continuam ditando o ritmo dos negócios por aqui.

Baixe o Infográfico: 5 motivos – Por Que Investir na Bolsa Agora É Um Bom Negócio

Os contratos de juros futuros operavam entre altas e baixas, sem seguir uma direção comum, devido ao embate entre variáveis internas e externas. O DI com vencimento para dezembro/2019 caía 0,68%, sendo vendido a 6,58% (6,63% no ajuste anterior), o DI para junho/2022 tinha redução de 0,60%, sendo negociado a 8,28% (8,29% no ajuste anterior) e o DI para junho de 2024 subia 1,48%, sendo comercializado a 8,90% (8,84% no ajuste anterior).

As principais blue chips operavam entre perdas e ganhos para diferentes setores. O setor siderúrgico privado, a Vale e a Petrobras acentuavam perdas em reflexo às preocupações com a desaceleração da economia chinesa. A Embraer subia com o aval do governo para a parceria com a Boeing e com a autorização do conselho sobre a celebração do Master Transaction Agreement.

Relatório gratuito – Petrobras: O petróleo é nosso

COMPANHIAS ESTATAIS
Petrobras (PETR3)-0,28%Vale (VALE3)-0,76%
Petrobras (PETR4)-0,56%Embraer (EMBR3)+0,28%
Eletrobras (ELET3)+0,61%Banco do Brasil (BBAS3)+0,33%
Eletrobras (ELET6)+0,47%Cemig (CMIG4)-0,29%

 Relatório gratuito – Banco do Brasil: O gigante acordou

SETOR BANCÁRIOSETOR SIDERÚRGICO
Itaú Unibanco (ITUB3)+0,62%Usiminas (USIM3)-2,46%
Santander (SANB11)-0,02%CSN (CSNA3)-1,62%
Bradesco (BBDC3)-0,46%Gerdau (GGBR4)-2,17%

 


Sobre o autor