HomeMercados

Ibovespa sobe com cautela no exterior e reunião entre Maia e Bolsonaro; dólar oscila a R$3,93

Por Pablo Vinicius Souza
29 abril 2019 - 12:26

O pregão de hoje começou em clima positivo, com o Ibovespa operando em alta desde a abertura dos negócios na B3. O mercado está animado com a reaproximação entre Bolsonaro e o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, que se reuniram no último final de semana.

A expectativa é que essa nova etapa de “apaziguamento” entre o governo e a liderança do legislativo favoreça a aprovação da reforma da Previdência sem maiores desgastes ou desidratações no texto principal, embora já esteja certo que várias alterações serão realizadas.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

No exterior, a postura de cautela predominava nas principais Bolsas, com os investidores realizando lucros e ajustando posições em atenção à agenda movimentada desta semana. Amanhã, Estados Unidos e China retomam as negociações da guerra comercial e na sexta será divulgado o payroll de abril.

Além disso, na próxima quarta-feira (01) será divulgada a decisão de juros do Banco Central americano, Federal Reserve, o que deve trazer volatilidade aos índices, sobretudo dos mercados emergentes.

Nesse contexto, às 12h07 (horário de Brasília), a Bolsa brasileira subia 0,31%, aos 96.536 pontos, registrando um giro financeiro de R$2,778 bilhões.

Cotação do Dólar e juros futuros

O dólar comercial oscilava em alta de 0,18%, sendo cotado a R$3,93, seguindo um viés de baixa. A divisa americana depreciava contra as principais moedas no exterior, com o mercado de câmbio operando sob forte cautela devido à interesses técnicos de final de mês como a formação da Ptax de abril.

Os contratos de juros futuros apresentavam ligeira alta nas taxas em todos os períodos, sem, contudo, engatar um forte movimento. Os investidores monitoravam os níveis de inflação, que caíram para 0,92% em abril depois de ter atingido 1,26% em março, ficando dentro do intervalo previsto pelos analistas.

O DI com vencimento para março/2020 valorizava 0,30%, sendo negociado a 6,58% (6,55% no ajuste anterior), o DI para março/2022 subia 0,63%, sendo comercializado a 7,94% (7,90% no ajuste anterior) e o DI para dezembro/2025 avançava 0,34%, sendo vendido a 8,94% (8,95% no ajuste anterior).

Mercado brasileiro

As ações de maior liquidez da Bovespa operavam majoritariamente em alta, em uma sessão de muita oscilação. Com destaque para as máximas registradas do momento:

  • Hypera (HYPE3) +6,33%
  • Embraer (EMBR3) +1,66%
  • Ultrapar (UGPA3) +1,41%
  • Cielo (CIEL3) +3,51%
  • Sabesp (SBSP3) +2,85%

Vale – Em comunicado à CVM no último final de semana, a Vale informou que conseguiu atingir o percentual mínimo para adoção do processo de voto múltiplo. Sendo assim, as eleições para membros do Conselho de Administração nas Assembleias Gerais já serão realizadas pela nova sistemática.

Gol e Azul – Conforme divulgação do jornal O Globo, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) já está preparando a redistribuição de autorizações para decolagens e pousos nos principais aeroportos de todo o Brasil. A divisão será feita entre Gol, Latam e Azul, conforme previsto na legislação regulamentadora.

COMPANHIAS ESTATAIS
Petrobras (PETR3) +0,46% Vale (VALE3) +0,26%
Petrobras (PETR4) +0,77% Embraer (EMBR3) +1,66%
Eletrobras (ELET3) -0,36% Banco do Brasil (BBAS3) +0,63%
Eletrobras (ELET6) -0,28% Cemig (CMIG4) -0,69%

E-book: Guia Completo e Definitivo da Previdência Privada 

SETOR BANCÁRIO SETOR SIDERÚRGICO
Itaú Unibanco (ITUB3) -0,17% Usiminas (USIM3) +0,66%
Santander (SANB11) +0,31% CSN (CSNA3) -0,61%
Bradesco (BBDC3) -0,45% Gerdau (GGBR4) +0,28%

Sobre o autor